Disputa pela prefeitura de Manaus terá, no mínimo, 14 candidatos

Luana Dávila – Da Revista Cenarium

MANAUS – Depois de quase oito anos do prefeito Arthur Neto (PSDB) à frente do executivo municipal, a eleição em Manaus para o pleito de 2021-2024 será bastante acirrada. Devem entrar na disputa, no mínimo, 14 candidatos que precisam conquistar a confiança da população para sobreviverem ao segundo turno.

Entre eles, está o ex-governador Amazonino Mendes, o melhor colocado nas pesquisas, até o momento, com histórico de quatro mandatos como governador, passagem pela prefeitura de Manaus e pelo Congresso Nacional. Amazonino saiu do PDT no ano passado e migrou para o Podemos, do deputado estadual Wilker Barreto, em busca não só de condições partidárias, mas financeiras para a campanha.

O ex-governador David Almeida também fez a troca partidária. Saiu do PSB, de Serafim Corrêa, e migrou para o Avante, também em busca de protagonismo nas eleições, aparecendo em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto. Corre nos bastidores da política que ele é “apadrinhado” de Arthur Neto.

O petista José Ricardo enfrenta uma disputa interna no partido com o deputado Sinésio Campos e com o vereador Sassá da Construção Civil. José Ricardo já chegou a receber as bênçãos do ex-presidente Lula para a prefeitura de Manaus e teve uma votação expressiva como deputado federal.

Ricardo disse à  Revista Cenarium que ainda não há definição do Tribunal Superior Eleitoral (STE) se o calendário eleitoral será alterado, mas o Tribunal manteve a data para alteração partidária para o dia 4 de abril.

 “Não sabemos como vai ficar a situação por conta do coronavírus. O PT ainda não teve a definição sobre a pré-candidatura, embora isso deveria ter sido definido. Todo o calendário está suspenso, além de todas as reuniões. Vamos aguardar primeiro passar a pandemia e a calamidade pública. Estou em casa, mas estou conversando com as pessoas, articulando, recebendo sugestões e ideias”, afirmou.

Sinésio, apesar de não ter o nome confirmado, pontuou que quer fazer uma gestão democrática, popular e participativa, explorando ao máximo o potencial econômico do estado. “Estão mantidos os nomes inscritos e serão mantidas as prévias”, afirmou Sinésio.

Após se desentender com o senador Omar Aziz, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Josué Neto, decidiu deixar o PSD e migrou para o PRTB, obtendo o comando de um partido pela primeira vez, depois de 15 anos de vida pública.

Neto é, oficialmente, o pré-candidato da sigla, deixando o desejo do vice-governador, Carlos Almeida, de disputar a prefeitura de Manaus para traz. Apesar de não ter migrado para o Aliança pelo Brasil, partido de Bolsonaro, Josué tem as bênçãos do presidente e mantém o perfil conservador de direita.

Na mesma linha, segue o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos), que com pouco mais de 16 meses do seu primeiro mandato, vem avançando nas pesquisas como pré-candidato, seguindo o discurso de Bolsonaro. Alberto Neto já chegou a dizer que “sentiu um chamado à população” para governar a prefeitura de Manaus.

O vice-prefeito Marcos Rotta, após ter rachado com o prefeito Arthur Neto, deixou o PSDB e se filiou ao DEM com a expectativa de concorrer ao cargo de prefeito. A ex-deputada federal Conceição Sampaio (PSDB) é a mais cotada para ser a pré-candidata pelo partido tucano.

O ex-ministro Alfredo Nascimento (PR) é bem articulado e estava a todo vapor nos bairros, antes da explosão da pandemia do novo coronavírus. Se não for pré-candidato à prefeitura de Manaus, tem chances de costurar  a vaga de vice.

O deputado estadual e vice-prefeito Serafim Corrêa (PSB) tem figurado nas pesquisas de intenção de votos e tem a simpatia da população por seus posicionamentos em relação à política e à economia, sendo referência nesses temas.  É importante dizer que é a pessoa com quem o PSB mantém diálogo.

O ex-deputado federal Hissa Abraão (PDT) também deve entrar na disputa, além do vereador Chico Preto (Democracia Cristã) e do empresário de direita Romero Reis (Novo). O PCdoB terá candidato e tudo indica que será a ex-senadora Vanessa Grazziotin.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO