Dor ao urinar pode indicar infecção ou inflamação na próstata, alerta especialista

Da Revista Cenarium*

MANAUS – Decorrente de bactérias que chegam ao aparelho urinário durante as relações sexuais, as infecções urinárias podem ter como um sinal mais evidente a dor ao eliminar a urina. A alteração acomete tanto homens, quanto mulheres – neste último caso, ela é denominada cistite. Os homens, por sua vez, podem apresentar um outro tipo de problema associado ao quadro: a prostatite, uma inflamação na próstata que atinge cerca de 30% da população masculina, explica o cirurgião urologista da Urocentro Manaus, doutor em saúde coletiva, Giuseppe Figliuolo.

De acordo com ele, as mulheres têm mais facilidade em desenvolver as infecções urinárias de repetição. Isso porque, a uretra feminina é mais curta que a masculina, propiciando a chegada de bactérias ao aparelho urinário com mais facilidade. Já com os homens, a preocupação deve girar em torno da prostatite.

Figliuolo destaca que ambas as alterações podem ser tratadas com o uso de antibióticos. Porém, a avaliação médica é fundamental nos dois casos, pois pode haver a necessidade de exames complementares de apoio ao diagnóstico, tanto laboratoriais, quanto de imagem. Além disso, só um médico pode definir qual é o melhor medicamento para cada caso e a dosagem certa.

“No caso das infecções, fazemos um alerta: se não tratadas a tempo, elas podem evoluir, por meio da corrente sanguínea, levando a quadros mais graves, como os de Sepse, por exemplo, uma condição que acomete o organismo e que gera preocupação, pois pode levar à morte se não detectada em tempo hábil”, destacou.

Os principais fatores de risco para as prostatites são: manter relações sexuais mesmo com inflamação na uretra, infecção bacteriana, estresse e ansiedade, diabetes e outras comorbidades que reduzam a imunidade do organismo.

Já as infecções urinárias podem ser influenciadas pela atividade sexual, pelo uso de contraceptivos, pela retenção urinária (prender o xixi), gravidez, menopausa e até pela pouca ingestão de água ao longo do dia. O recomendado é que o consumo diário seja de pelo menos dois litros de água. Em bebês, a infecção urinária também pode ocorrer pelo uso por tempo prolongado de fraldas molhadas pelo xixi, por exemplo, o que potencializa a disseminação de bactérias nocivas à saúde.

(*) Com informações da assessoria

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO