Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações G1

SÃO PAULO – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), fez, no sábado, 6, uma queixa-crime na polícia contra os responsáveis por um vídeo gravado da casa de uma vizinha que mora em frente a sua residência.

No vídeo, uma voz feminina acusa o filho de Doria de fazer festa em plena pandemia e causar aglomeração, o que, segundo o documento, não é verdade.

Em nota, o governador disse que a casa onde havia o som em volume mais alto fica na mesma rua onde ele mora, mas não havia festa e nem aglomeração. Foi solicitado à dona da casa que abaixasse o volume e o pedido foi prontamente atendido por ela.

Doria alega que “não houve, portanto, festa, música ao vivo e muito menos a prática de aglomeração na residência” e que seu filho não mora no local e nem estava em São Paulo na data. A pena para crime de difamação é de um ano e quatro meses de prisão.

Veja o vídeo: