6 de março de 2021

Victória Sales – Da Revista Cenarium

MANAUS – Aposta para o cenário amazonense, a cantora Duda Raposo lança nesta quarta-feira, 17, seu mais novo trabalho, o single “Linear”, o qual está disponível em todas as plataformas de streaming entre elas: Spotfy, Deezer, Google Play, Apple Music dentre outras. O single é mais uma obra para a galeria de trabalhos da jovem e talentosa cantora manauara.

Arte de divulgação do single “Linear” de Duda Raposo (Divulgação/Instagram)

Duda conta que o single traz a história de um amor que nasceu no meio da quarentena. “Ela traz um clima melancólico que com certeza é um reflexo do momento em que foi escrito, um período delicado para todo mundo. Ela diz muito sobre saudade e incerteza de um próximo encontro, então acredito que, por isso, a canção pode se tornar um espelho para aqueles que passaram pela mesma situação”, observou.

Apesar de o último lançamento “Quando o Mundo Ceder” ter tomado um rumo que a artista não imaginava, de acordo com Duda, o cenário nem sempre foi como ela sonhava. “O fato de ser mulher e amazonense foram complicações reais para mim. Nosso cenário musical local sofre diariamente com a desvalorização do nosso potencial, simplesmente por ser de origem amazônida”, lamentou a cantora.

Duda explicou também que durante esse processo de buscar seu sonho, ela enfrentou diversas barreiras, dentre elas a depressão. “Desde 2018, venho batalhando comigo mesma. Tive acompanhamento psicológico e psiquiátrico (com medicação) para que eu pudesse lidar melhor com tudo o que sentia”, confessou.

Trajetória

Ao contrário do que muita gente imagina, Duda lutou para ganhar destaque no cenário local. Desde pequena, a cantora sempre teve contato direto com a música. Antigamente, aos domingos, relembra a artista, era rotina reunir a família, fazer um churrasco e colocar CDs de todos os gêneros, no volume máximo. Com isso, Duda foi sendo inserida nesse caminho, mesmo que despretensiosamente.

Duda conta também como foi participar do clipe “Outras Cartas”, o qual teve receptividade no cenário local. No audiovisual Duda divide espaço com mais três cantores amazonenses de rap. “Ser a única mulher em um grupo às vezes é algo sobre o que me pego pensando, mas que uso como combustível para apresentar o meu melhor trabalho”, ponderou.

Com boa aceitação na internet, Duda pretende ampliar seu público com novos lançamentos autorais (Reprodução/Divulgação)

Diversidade

Feliz com a repercussão do projeto “Outras Cartas”, Duda destacou que pôde representar as mulheres e também levantar a bandeira LGBTQI+, o que torna a luta ainda maior. “Os meninos que participaram comigo respeitam muito o meu trabalho e, apesar de ser o básico, não deixa de ser algo extremamente importante. Todo o projeto foi muito pensado e planejado. O público sentiu que foi feito com muita verdade”, declarou.

Para o futuro, Duda revela que um videoclipe solo é uma das suas principais metas e que outros trabalhos estão sendo planejados para levar sua música para outros Estados do Brasil. Além disso, a cantora destacou que o seu maior objetivo é levar o Amazonas como uma referência musical para todo o País e mostrar para as pessoas a capacidade que o cenário local tem de evoluir constantemente.

Sucesso

Apesar de sua pouca idade, Duda já conta com boas façanhas na carreira artística. Entre vários sucessos locais, a cantora traz na bagagem obras como “Ana”, “Girassol”, “Poesia Pra Ela 1″,”Poesia Pra Ela 2”. Ao todo, o canal de Duda na plataforma Youtube conta com mais de 87 mil visualizações em seus trabalhos. Além disso, o seu maior sucesso “Outras Cartas” conta com 41 mil visualizações no canal da sua produtora “Arco e Rap”.