Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
22 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Paula Litaiff – Da Cenarium

MANAUS – Ao contrário do que foi disseminado em um site de notícias de Manaus, o empresário Ivair Carlomagno, 19 anos, está internado em estado grave no Hospital Santa Júlia, na zona Sul de Manaus, e passa por cirurgias. Ele se envolveu em um acidente de trânsito nesta segunda, 11, na avenida Coronel Teixeira, no bairro Ponta Negra, zona Oeste da cidade, ao bater com o carro, marca BMW, na traseira de um ônibus.

Familiares e amigos do empresário procuraram a REVISTA CENARIUM para desmentir informações sobre a morte dele veiculadas por um site de notícias. De acordo com a Polícia Militar (PM), Ivair é empresário e havia comprado o veículo minutos antes de se envolver no acidente.

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas, ao chegar ao local, os agentes receberam a informação de que ele havia sido levado pelo Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, no bairro Compensa, zona Oeste, mas logo em seguida foi encaminhado para um hospital particular.

A reportagem da REVISTA CENARIUM compareceu ao Hospital Santa Júlia nesta quarta, e conversou com profissionais na unidade de saúde. Eles confirmaram que o empresário sobreviveu ao acidente e segue internado em estado grave.

Ivair Carlomagno está internado no Hospital Santa Júlia, na zona Sul de Manaus. (Ricardo Oliveira/ CENARIUM)

Indução do leitor

Em uma mensagem divulgada em grupos do WhatsApp, o site que divulgou a informação sobre o acidente do empresário com o link de que ele estava “morto”, mas ao abrir o conteúdo, o leitor se depara com a notícia alterada.

Familiares denunciam

Revoltados com a fake news divulgada pelo site, familiares e amigos denunciaram o Instagram para a polícia, e viralizaram uma mensagem sobre o site nas redes sociais: “O que esse site faz não é de agora. Enganam o leitor para ganhar cliques com as desgraças e mentiras. Não se importam com a dor da família, que tem esperança pela sobrevivência da vítima”, declarou um amigo de Ivair Carlomagno à REVISTA CENARIUM.

A imprensa internacional começou a usar com mais frequência o termo fake news durante a eleição de 2016, nos Estados Unidos, na qual Donald Trump tornou-se presidente. 

Quando terminou as eleições, ficou provado que a equipe de Trump produzia e disseminava notícias mentirosas sobre sua principal adversária, Hillary Clinton, para vencer o pleito.

Depois desse período, o termo passou a ser estudado pelas faculdades de Jornalismo em todo o mundo. Teóricos e especialistas buscam meios de combater a prática que, hoje, no Brasil, é considerada criminosa, de acordo com a Lei 14.192/2021.