Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
20 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – Um dia após a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) registrar 1.217 novos casos de Covid-19, totalizando 193.544 casos da doença no Estado, o Governo do Estado realizou uma entrevista coletiva, nesta quarta-feira, 23, sobre medidas restritivas para o período das festividades de fim de ano.

“De 26 de dezembro, até 10 de janeiro, todos os serviços não essenciais estão proibidos. Eventos, casamentos estão suspensos. Somente serviços essenciais como farmácias, padarias e supermercados serão mantidos. Essa é uma decisão para salvar vidas”, disse o governador Wilson Lima.

A coletiva ocorreu após reunião do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, com a presença do governador Wilson Lima, além de representantes dos poderes e da sociedade civil.

De acordo com o governador, o aumento de casos no Amazonas ocorreu por conta das pessoas relaxarem as medidas de prevenção da Covid-19, como o uso de máscara e o distanciamento social. “Os jovens estão levando o vírus para dentro de casa e infectando pais, tios e avós. Sendo os idosos os que mais estão morrendo por complicações da doença”, explicou.

Novos leitos

Segundo o secretário estadual de saúde, Marcellus Campelo, disse que o Governo Federal vai enviar mais 40 respiradores e 100 novos televisores para auxiliar os hospitais públicos.

Na nova etapa serão instalados mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Delphina Aziz, além de aumento de leitos clínicos e de UTI nos prontos-socorros Platão Araújo, João Lúcio e 28 de Agosto, nos hospitais Getúlio Vargas, Instituto da Criança (Icam), Geraldo da Rocha e Beneficente Portuguesa, além das fundações de Medicina Tropical e Adriano Jorge.

Dados

Dos 193.544 casos confirmados no Amazonas até esta terça-feira (22/12), 77.824 são de Manaus (40,21%) e 115.720 do interior do Estado (59,79%). Entre pacientes em Manaus, há o registro de 3.258 óbitos confirmados em decorrência do novo coronavírus e 1.853 no interior.

Além da capital, os 61 municípios têm casos confirmados: Coari (8.241); Parintins (7.173); São Gabriel da Cachoeira (4.988); Tefé (4.842); Humaitá (4.541); Manacapuru (4.509); Presidente Figueiredo (3.734); Carauari (3.713); Lábrea (3.573); Iranduba (3.079); Barcelos (2.964); Itacoatiara (2.849); Eirunepé (2.698); Ipixuna (2.657); Santa Isabel do Rio Negro (2.356); Maués (2.264); Careiro (2.206); São Paulo de Olivença (2.109); Rio Preto da Eva (2.046); Tabatinga (2.031); Boca do Acre (1.989).

Integram a lista Benjamin Constant (1.794); Manicoré (1.669); Autazes (1.620); Itapiranga (1.583); Atalaia do Norte (1.573); Pauini (1.513); Nova Olinda do Norte (1497); Barreirinha (1.461); Urucurituba (1.439); Alvarães (1.429); Santo Antônio do Içá (1.349); Tapauá (1.333); Anori (1.296); Fonte Boa (1.169); Anamã (1.143); Beruri (1.083); Maraã (1.078); Uarini (1.065); Amaturá (1.034); Novo Airão (1.025).

Com mil casos ou menos estão: Envira (1.000); Guajará ( 994); Nhamundá ( 967); Urucará ( 945); Borba ( 903); Novo Aripuanã ( 877); Silves ( 787); Canutama ( 786); São Sebastião do Uatumã ( 730); Tonantins ( 716); Manaquiri ( 700); Itamarati ( 608); Japurá ( 592); Boa Vista do Ramos ( 585); Juruá ( 577); Jutaí ( 576); Apuí ( 447); Careiro da Várzea ( 420); Codajás ( 408) e Caapiranga ( 387).