Eleições em Manaus: Cidade entra na briga por vaga no segundo turno após nova pesquisa

Da esquerda para direita: David Almeida, Roberto Cidade e Amom Mandel (Composição: Weslley Santos/Cenarium)
Carol Veras – Da Cenarium

MANAUS (AM) – O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), Roberto Cidade (União Brasil), continua sendo um potencial adversário na disputa pela Prefeitura de Manaus. Em pesquisa divulgada pela Eficaz, nessa quarta-feira, 10, Cidade aparece com 9,3% dos votos, 1,3% a mais do que o seu oponente Alberto Neto (PL) na corrida para o segundo turno eleitoral.

A pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número AM-00168/2024, foi divulgada no site oficial do instituto de pesquisas. A entidade avaliou os nomes dos pré-candidatos que já se apresentaram ao eleitorado. Além de Roberto Cidade e Alberto Neto, a disputa inclui David Almeida (Avante), Amom Mandel (Cidadania), Marcelo Ramos (PT), Wilker Barreto (Mobiliza) e Maria do Carmo (Novo).

Na coleta de resposta estimulada, onde os entrevistadores apresentam uma lista de candidatos, Roberto Cidade aparece com 9,3% à frente de Alberto Neto (8%), seguido por Marcelo Ramos (3,9%), Maria do Carmo (3,9%) e Wilker Barreto (1,5%). Os votos brancos/nulos somam 8,7%, e 5,4% dos entrevistados não souberam responder. David Almeida lidera com 33,2%, seguido por Amom Mandel com 27,3%.

PUBLICIDADE
Intenção de votos na pesquisa estimulada (Reprodução/Eficaz)
Rejeição

Em contrapartida à liderança na primeira enquete, a pesquisa de rejeição indica que o atual prefeito, David Almeida (Avante), é o candidato mais rejeitado pelos eleitores de Manaus. Segundo o levantamento, 23,1% dos entrevistados afirmaram que não votariam no prefeito se a eleição fosse hoje. Marcelo Ramos tem 21,8% de rejeição; Amom Mandel tem 13,1%; Maria do Carmo está com 7,3%; e Alberto Neto tem 6,8%. Entre os menos rejeitados estão Roberto Cidade, com 5,3%, e Wilker Barreto, com 5%.

Rejeição dos candidatos (Reprodução/Eficaz)

A pesquisa conduzida pela Eficaz ocorreu entre os dias 5 e 6 de julho e entrevistou 1.004 eleitores, com uma margem de erro de 3,2%. Com um nível de confiança de 95%, o estudo proporciona uma visão abrangente sobre as preferências dos eleitores para a eleição de 2024.

Leia também: Aprovação ao Governo Lula atinge 37%, superando reprovação de 31%, aponta pesquisa
Crescente

Na pesquisa eleitoral divulgada pela empresa Action Atual, no último dia 25, o deputado estadual e presidente da Aleam, Roberto Cidade já havia ultrapassado o deputado federal Alberto Neto na disputa pela Prefeitura de Manaus, com 12,9% contra 10,4% do parlamentar federal. A pesquisa da Action foi registrada no TRE-AM sob o número AM-05195/2024.

Roberto Cidade (12,9%) apareceu à frente de quatro candidatos na pesquisa com resposta estimulada, quando os entrevistadores apresentam uma lista com o nome dos candidatos: Alberto Neto (10,4%); Marcelo Ramos (6,1%); Wilker Barreto (1,9%); Maria do Carmo (1,8%); votos brancos/nulos (6,6%); e não sabem (2,9%). No primeiro e segundo lugar, respectivamente, estão David Almeida (32,3%) e Amom Mandel (25,1%).

Ranking de intenções de votos do eleitorado em Manaus (Reprodução/Action)

Na pesquisa estimulada, quando os entrevistadores não apresentam uma lista com o nome dos candidatos, Cidade (4,7%) também aparece na frente de Alberto Neto (3,8%); Marcelo Ramos (1,4%); Maria do Carmo (0,4%); Wilker Barreto (0,1%); outros (1,1%); brancos/nulos (5,4%); e não sabem (51,4%). David Almeida (20,4%) e Amom Mandel (11,4%), estão nos primeiro e segundo lugares, respectivamente.

Ranking de intenções de votos do eleitorado em Manaus (Reprodução/Action)

O analista político Afrânio Soares, do Instituto Action, considerou, à época, a performance de Roberto Cidade interessante. “No caso do Roberto Cidade e do Amom, a performance deles, a meu ver, está bem interessante porque o Amom já está em campanha há muito tempo, desde o ano passado, e o Roberto Cidade está há menos tempo, desde, vamos colocar, outubro do ano passado (…) se ele continuar subindo, alguém vai ter que descer, então ele pode estar disputando uma vaga no segundo turno, é perfeitamente razoável acreditar nisso“, considerou.

A pesquisa ouviu, entre os dias 17 e 20 de junho deste ano, 1.250 eleitores de Manaus, todos residentes na cidade, com 16 anos ou mais. O nível de confiança foi de 95% e o erro amostral é de 2,77% para mais ou menos.

Editado por Marcela Leiros
Revisado por Gustavo Gilona
PUBLICIDADE

O que você achou deste conteúdo?

Compartilhe:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.