Em Brasília, advogado amazonense Beto Simonetti é eleito presidente da OAB Nacional

Malu Dacio — Da Revista Cenarium

MANAUS — Com 77 votos válidos, a chapa ‘OAB de Portas Abertas‘ venceu as eleições para presidência nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Com a eleição de Beto Simonetti, é a primeira vez que um representante da seccional Amazonas fica à frente do órgão. Beto vai presidir a diretoria do Conselho Federal no Triênio 2022 a 2025. De 81 conselheiros, foram 2 votos em branco e 1 voto nulo.

A eleição ocorreu no plenário da OAB, em Brasília, nesta segunda-feira, 31.  Na ocasião, votaram os 81 conselheiros federais da Ordem (três de cada Estado e do Distrito Federal). A posse acontece nesta terça-feira, 1º, a partir das 9h. A sessão e votação foi presidida pelo presidente do colégio eleitoral, Dr. Felipe Sarmento.

Emocionado, Beto disse que a história contará os esforços da Ordem para fazer tudo que fizeram durante a pandemia. Ele lembrou que, junto a Felipe, foi fortemente e covardemente atacado. Beto disse que foi inspirado por seu pai que por 20 anos sonhou em presidir o Conselho Federal da Ordem.

“Meu compromisso é verdadeiro, real, honesto e leal com os advogados desse País. Passei a maior parte da minha vida vivendo a OAB. A advocacia terá atenção de uma gestão feita de advogados para advogados”, disse.

Beto ocupará o lugar de Felipe Santa Cruz, do Rio de Janeiro. Não é a primeira vez que um amazonense ocupa a presidência da OAB. De acordo com o ex-presidente da OAB Amazonas Marco Aurélio Choy, há 40 anos o advogado Bernardo Cabral foi presidente da Ordem, mas era conselheiro da seccional do Rio de Janeiro.

Comemoração

Na solenidade, Felipe lembrou que o cargo é cheio de desafios. “Vivemos um tempo difícil e todos aqui sabem. Estamos todos de máscara, conselheiros que deveriam estar aqui que foram internados hoje. As notícias exigem dessa casa cotidianamente muita coragem, mas uma coisa eu sei: os que foram eleitos são pessoas que têm compromisso com a OAB”, destacou.

Felipe disse que Beto tem uma trajetória na casa de serviços prestados. “Beto é ‘à prova de bala’. Tem caráter, tem coração, tem generosidade e tem capacidade para guiar a nossa entidade. A Ordem está em boas mãos, então a democracia brasileira também está”, disse Santa Cruz.

O conselheiro federal pelo Amazonas José Alberto Simonetti tem 43 anos. No último Triênio, ele ocupou a função de secretário-geral da OAB. A chapa de Simonetti “OAB de Portas Abertas” foi registrada com o apoio de 26 seccionais da OAB. O principal requisito para qualquer advogada ou advogado do País disputar a eleição nacional da OAB é ter o apoio de, pelo menos, seis seccionais estaduais.

Perfil

Natural de Manaus, Beto Simonetti é advogado criminalista. Ele tem pós-graduação em Direito Penal e em Processo Penal pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Sua atuação na advocacia é voltada, principalmente, para a Justiça Federal e os tribunais superiores, como o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Simonetti é casado com a Carol e pai da Beatriz e do Bernardo. Seu pai, Alberto Simonetti Cabral Filho, foi quatro vezes presidente da seccional da OAB no Amazonas. Seu irmão, Alberto Simonetti Cabral Neto, foi conselheiro federal e também presidiu a seccional.

Beto Simonetti está em seu quarto mandato como conselheiro federal da OAB pelo Amazonas e, em novembro de 2021, foi reeleito para começar o quinto mandato em 2022. Ao longo desses mandatos, desempenhou funções relevantes no sistema OAB, como diretor-geral da Escola Nacional da Advocacia, corregedor-geral-adjunto, ouvidor-geral do sistema OAB e secretário-geral do Conselho Federal. Ele também atuou, dentro da OAB Nacional, pela aprovação do projeto que se tornaria a Lei de Abuso de Autoridade.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO