Em estado grave, médica picada por cobra no Mato Grosso é transferida para hospital de SP

Da Revista Cenarium*

MANAUS – Após Dieynne Saugo ter sido picada por uma cobra jararaca durante um banho de rio na Cachoeira Serra Azul, em Nobres, a 151 km de Cuiabá (MT), a médica em estado grave de saúde, foi transferida de avião na noite dessa quinta-feira, 3, do Complexo Hospitalar de Cuiabá para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP).

Conforme apuraçãoo do G1, Dieynne estava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde domingo, 31. O acidente aconteceu após a médica ter sido atingida pelo animal venenoso, que despencou junto com a queda d’água da cachoeira, que foi machucada pelo réptil duas vezes, no rosto e no pescoço.

A família disse que optou pela transferência porque os leitos dos hospitais de Cuiabá estão lotados por causa da pandemia da Covid-19. A paciente ainda chegou a passar por transfusão de sangue, além de ter sido submetida a uma traqueostomia para desobstruir as vias aéreas, que estavam 70% comprometidas.

Agora, a expectativa é que Dieynne passe por uma cirurgia no braço, em São Paulo, nesta sexta-feira, 4. A família está promovendo uma vaquinha online para pagar as despesas da transferência e da internação na capital paulista. Segundo os familiares, o plano de saúde da médica é estadual e não cobre internação fora de Mato Grosso.

Ela chegou ao Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) vomitando sangue e com edemas. Após receber o soro antiofídico, ela foi encaminhada ao Complexo Hospitalar de Cuiabá. O local em que ocorreu o incidente fica a mais de 150 km do hospital. Foram cerca de 3 horas até chegar a unidade de saúde para a aplicação do soro.

(*) Com informações do G1

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO