20 de outubro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – Nesta quarta-feira, 30, aconteceu a live ‘Urgência Amazônica: um chamado da Aliança dos Povos da Floresta’. O evento virtual teve início às 15h (horário Brasília) e foi transmitido para o mundo com tradução simultânea em francês pelo canal Rádio Cultura de Curitiba AM 930.

O evento contou com a participação de especialistas da França, Brasil e Bélgica e foi mediado pela jornalista brasileira Gisele Naconaski. Entre os participantes estão nomes incensados como Ailton Krenak, Angela Mendes, Dione Torquato, Francisco Piyako, Edel Moraes, Daiara Tukano.

A iniciativa contou com o apoio de instituições como: Autres Brésil, Cafofo, Amazônia, Espírito Mundo, Rise For Climate Belgium, Fridays For Future, Wayanga, SOS Amazônia, CPI-Acre, Casa Amazônia/Midia Ninja, Rádios Lenga D’oc e Cultura de Curitiba e o coletivo + Amor Por Favor.

Participação amazonense

O amazonense Dione Torquato, secretário-geral da Confederação Nacional das Populações Extrativistas (CNS), foi um dos debatedores. Em sua fala, o líder destacou a importância de inciativas como a live, para as bandeiras dos povos que habitam a floresta.

Dione Torquato, líder extrativista, acusou as políticas públicas do governo brasileiro ou a falta delas como responsáveis pela crise ambiental por qual passa o Brasil (Reprodução/internet)

“A live faz parte de uma estratégia de luta política dos movimentos dos povos da floresta. Na verdade, os povos do campo, da floresta e das águas. Nosso objetivo é chamar a atenção da comunidade internacional em um primeiro momento para os impactos que estas populações estão sofrendo com a pandemia”, declarou Dione.

Ele também enumerou outro passo. “Concomitante a isso estamos também chamando atenção para os riscos que essas populações vêm sofrendo com as ameaças causadas pelo desmonte das políticas públicas e os aumentos dos desmatamentos e das queimadas”, acentuou.

De acordo com o extrativista, participar de iniciativas dessa natureza só reforçam sua determinação. “É uma honra muito grande, como jovem liderança extrativista e ativista socioambiental, poder fazer parte dessa luta histórica em defesa do planeta e dos territórios”, destacou.

“Somos filhos e filhas da floresta, somos frutos das esperanças plantadas por lideranças como: Chico Mendes, Airton Krenak, Raimundo Barros e tantos outros que iniciaram a luta na defesa dos nossos territórios. Hoje esta luta é um compromisso nosso para que nossas futuras gerações continuem existindo”, finalizou Dione Torquato.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.