Amazonas reduz 71 casos de Covid-19 em 24h em comparação com o domingo

Da Revista Cenarium

O Amazonas registrou nesta segunda-feira, 4, mais 559 casos de Covid-19, totalizando 7.242 casos confirmados. Mais cedo, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) divulgou números errados, em que 630 pessoas estariam infectadas em um dia, formando o pior dia da pandemia no estado. A pasta atualizou os números e confirmou o equívoco.

Ao todo, são 7.242 casos confirmados, atualmente. Conforme monitoramento do governo, o domingo, 3, foi o dia com o maior pico na curva de contaminação e número de mortos desde o início da pandemia no estado. Em 24h, contou 36 óbitos, sendo 584 ao todo. As informações são do boletim epidemiológico divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM).

O boletim aponta que 4.398 pessoas com a doença estão em isolamento social ou domiciliar, devido aos sintomas brandos. Em 24h, mais 99 pessoas se recuperaram da doença e estão fora do período de transmissão do vírus, totalizando, agora, 2.000 recuperados.

A letalidade do vírus está em 8%, segundo a FVS. Dos 7.313 casos confirmados no Amazona, 4.344 são de Manaus (59,4%) e 2.969 do interior do estado (40,6%).

Além da capital, 53 municípios já têm casos confirmados: Manacapuru (585); Tabatinga (232); Parintins (221); Iranduba (176); Itacoatiara (140); Coari (134); Maués (129); Santo Antônio do Içá (126); Rio Preto da Eva (120); Careiro Castanho (111); Carauari (103); Autazes (88); Presidente Figueiredo (84); São Paulo de Olivença (77); Tefé (76); Juruá (72).

Curva, classificada como “ascendente e sistemática” pela diretora-presidente da FVS, Rosemary Pinto, tem seu pico estimado para maio. Foto: Reprodução / Print de Tela

Também Benjamin Constant (41); Anori (40); Tonantins (34); Urucará (31); Amaturá (30); Tapauá (26); Nova Olinda do Norte (25); Boca do Acre (24); Lábrea (21); Maraã (19); Itapiranga (17) Manaquiri (17); Careiro da Várzea (16); São Gabriel da Cachoeira (16); Fonte Boa (13); Beruri (12); Novo Airão (12); Silves (12); e Novo Aripuanã (11).

Os municípios de Barreirinha, Borba e Urucurituba têm nove casos cada um. Manicoré tem sete casos. Caapiranga e Codajás têm seis casos cada um. Barcelos, Canutama e Santa Isabel do Rio Negro têm cinco casos cada. Jutaí tem quatro casos.

Eirunepé e São Sebastião do Uatumã têm três casos cada um. Humaitá tem dois casos. Os municípios com apenas um caso confirmado são: Alvarães, Anamã, Atalaia do Norte, Boa Vista do Ramos e Nhamundá.

Indígenas

Conforme a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), 95 indígenas estão contaminados pela doença, com o maior número de casos registrado na região do Alto Rio Solimões. Lá, ao menos, são 51 pessoas que testaram positivo. Em Manaus, 20 indígenas estão infectados. Parintins (18), o Médio Rio Purus (3), o Médio Rio Solimões (2) e o Alto Rio Negro (1) também confirmaram casos.

A única região da lista da secretaria que não consta com índios contaminados é o Vale do Javari. A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), em contato com as aldeias e secretarias estaduais e municipais, já alarmou que o levantamento da Sesai, vinculada ao Ministério da Saúde, tem fortes indícios de subnotificação. Ainda segundo o boletim, cinco indígenas no Amazonas morreram de Covid-19, e 62 estão em cura clínica. De casos descartados foram 79 e sete seguem em suspeita.

Internações e óbitos

Entre os casos confirmados, há 330 pacientes internados, sendo 186 em leitos clínicos (59 na rede privada e 127 na rede pública) e 144 em UTI (64 na rede privada e 80 na rede pública).

Há ainda outros 1.020 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 779 estão em leitos clínicos (192 na rede privada e 587 na rede pública) e 241 estão em UTI (106 na rede privada e 135 na rede pública).

Até o momento, há o registro de 418 óbitos confirmados para o novo Coronavírus. Os 31 municípios do interior com óbitos confirmados até o momento são: Manacapuru (35); Parintins (17); Itacoatiara (14); Coari (14); Maués (12); Iranduba (11); Tabatinga (9); Autazes (9); Tefé (7); Santo Antônio do Içá (4); Careiro Castanho (4); São Paulo de Olivença (3).

Também Rio Preto da Eva (2); Presidente Figueiredo (2); Benjamin Constant (2); Tonantins (2); Urucará (2); Manaquiri (2); Beruri (2); Novo Airão (2); Barcelos (2); Carauari (1); Juruá (1); Anori (1); Amaturá (1); Tapauá (1); Itapiranga (1); São Gabriel da Cachoeira (1); Silves (1); Borba (1); e Manicoré (1); totalizando 167 mortes por Covid-19 entre pacientes do interior.

Outros 76 óbitos estão em investigação e 34 foram descartados para o novo coronavírus. Mais informações podem ser encontradas nos sites www.coronavirus.amazonas.am.gov.br e www.saude.am.gov.br/painel/corona.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO