Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
14 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações da assessoria

MANAUS – As forças de segurança pública do Amazonas prenderam 16 pessoas envolvidas em incêndios e depredações em veículos, espaços públicos e agências bancárias, até a noite desse domingo, 6. Os ataques iniciaram após a morte de um traficante em confronto com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM).

O governador Wilson Lima determinou reforço no policiamento em Manaus e Região Metropolitana logo nas primeiras horas de domingo.

“Isso é uma reação do tráfico de drogas e a todas as ações de enfrentamento que nós estamos fazendo a essas atividades criminosas. O Estado do Amazonas no ano passado fez uma apreensão recorde de drogas, 19 toneladas. Só neste ano, de janeiro a maio, já foram apreendidas 11 toneladas. E já foram apreendidas, de janeiro a abril, 832 armas”, disse Wilson Lima durante live nas redes sociais oficiais do Governo do Estado.

Governador Wilson Lima reuniu com representantes das forças de segurança nesse domingo (06/06) (Secom/Maurílio Rodrigues)

O governador ressaltou, ainda, que todas as forças de segurança do Estado continuam em alerta. “Nós triplicamos, hoje, a quantidade de policiais nas ruas e estamos montando barreiras em locais estratégicos. Já estamos trabalhando com nosso pessoal da investigação e já identificamos alguns possíveis mandantes. Quatorze pessoas já foram presas, dentre elas um dos líderes desses ataques coordenados na cidade de Manaus, no município de Parintins e também no Careiro Castanho”, detalhou.

Wilson Lima informou, ainda, que já conversou com o ministro-chefe da Casa Civil do governo federal, general Luiz Ramos, para informar sobre a situação no Amazonas e o trabalho que está sendo feito pelas forças de segurança.

Comitê de crise

As operações da PMAM e Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) têm a coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), que instalou um comitê de crise no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no bairro Petrópolis, zona Centro-Sul. As prisões de envolvidos vêm sendo realizadas ao longo do dia, e o departamento de inteligência da SSP-AM mantém o trabalho de investigação para chegar aos mandantes dos ataques. 

Também integram o comitê o Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBMAM), Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) e Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), que completam o esforço conjunto para combater os ataques. 

As primeiras ações das forças de segurança incluem incursões em zonas suspeitas apontadas pelo serviço de inteligência da SSP-AM e seguem com policiamento reforçado em terminais e garagens de ônibus do transporte coletivo de Manaus e espaços públicos. Entre o final da tarde e início da noite, as ações continuam com montagem de barreiras policiais em locais estratégicos.

Prisões e reforço policial

A delegada-geral da PC-AM, Emília Ferraz, informou que, do total de presos, 13 pessoas estavam diretamente envolvidas nos atos de vandalismo e um foi identificado como um dos mandantes das ações realizados na região do bairro Redenção, zona Sul de Manaus.

O secretário estadual de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, afirmou que reforçou o policiamento, inclusive com a convocação de policiais que estavam de folga, triplicando o efetivo nas ruas e novas prisões continuarão sendo feitas.

SSP-AM instalou um comitê de crise no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) (Secom/Maurílio Rodrigues)

“Nós queremos aqui pedir o apoio da população que nos mantenha informados, que, se souber de algum ato criminoso que esteja acontecendo, viu a placa de alguma moto e algum carro, informe por meio do 181 ou 190 para que a gente possa efetuar as prisões. Eu quero pedir, inclusive, que não disseminem boatos que prejudiquem o trabalho da polícia e levem insegurança para a população”, disse o secretário de Segurança, ao reforçar que é falsa a informação de que a ponte Rio Negro tenha sido fechada por criminosos.

Até o início da noite, foram registrados incêndios em 21 veículos, em quatro agências bancárias (Bradesco, Caixa Econômica, Banco do Brasil e Santander), um comércio, um em via pública e no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do bairro Educandos, zona Sul de Manaus.

Reação ao combate ao tráfico

Informações levantadas pelo departamento de inteligência da SSP-AM apontam que a motivação para o início das ações de vandalismo foi a morte, na madrugada deste domingo, de um traficante de drogas, e que a ordem de depredação partiu de dentro de um presídio por membros do mesmo grupo criminoso.

De acordo com as forças de segurança do Estado, a reação dos traficantes só reforça que o trabalho das polícias no combate ao tráfico, com recordes de apreensão de drogas, tem minado as forças de grupos criminosos. Em 2020, foram apreendidas mais de 19 toneladas de drogas e, neste ano, em apenas cinco meses, já foram apreendidas outras 11,1 toneladas de drogas.

As ações das polícias também resultaram em 317 prisões de pessoas por tráfico e associação para o tráfico de drogas, conforme números preliminares de janeiro a abril deste ano. Nesse período também foram apreendidas 832 armas de fogo. Entre 2019 e 2020, foram presas por tráfico e associação para o tráfico 3.243 pessoas ao todo.