Em Manaus, Casa Som Amazônia anuncia bolsas gratuitas para aulas de música

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS — O projeto ‘Toque a Vida com a Música’, desenvolvido pelo músico e educador Anderson Farias e a musicista e cientista social Ellen Fernandes, vai disponibilizar dez bolsas, gratuitas e com descontos, para pessoas de baixa renda interessadas em desenvolver habilidades com instrumentos musicais. As aulas serão realizadas nas dependências do espaço Cultural Casa Som Amazônia, localizada na rua Dom João, bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul de Manaus. As audições serão realizadas no mês de fevereiro com data a definir.

“A data certa será divulgada na rede social oficial da @casasomamazonia, mas adiantamos a informação para os interessados que querem uma oportunidade ficarem atentos. Para participar, precisa ter no mínimo 18 anos
e não precisa ter conhecimentos musicais comprovados, mas será um diferencial”, explica a diretora da Casa Som Amazônia, Ellen Fernandes.

As aulas serão ministradas com enfoque personalizado (Reprodução/ Instagram)

Aulas

De acordo com Ellen, o número de vagas disponíveis pode ser alterado de acordo com o andamento do processo de seleção. As aulas terão enfoque personalizado e serão ministradas nos dias de encontro de acordo com o que for decidido com os bolsistas.

A musicista ressalta que o projeto ‘Toque a Vida com Música’ também já foi realizado em 2021. Além das aulas de piano, violão e canto, a colaboração nos encontros também abordarão assuntos relacionados à mentoria musical, carreira, entre outros temas do segmento.

“O projeto teve mais de 100 inscritos que realizaram uma seleção por via virtual com cinco músicos profissionais da área da música, para o ingresso nas atividades. Acredito que projetos como esse contribuem de forma direta na construção de uma sociedade mais cidadã, quando coloca na arte uma oportunidade de mudança de padrões, de sociabilidade e de transformação de realidades”, avalia Ellen.

(Reprodução/Instagram)

Professores

Nascido em Manaus, Anderson Farias é pianista, compositor, arranjador e educador musical a mais de 15 anos. Bacharel em piano erudito pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e também pianista atuante nos gêneros da música popular como o jazz, MPB, pop music entre outros. Já acompanhou diversos artistas da música local e participou em grupos como a: Orquestra Big Manaus Band e pianista acompanhador no trabalho da cantora amazonense Karine Aguiar, no qual já excursionou em diversos shows e festivais pelo Brasil e Exterior.

Em 2020, lançou o seu primeiro disco autoral intitulado ‘Transcendência’, álbum composto por cinco músicas autorais e duas releituras de clássicos do cancioneiro amazônico. O álbum foi gravado no formato clássico de jazz trio (piano, bateria e contrabaixo) ao lado dos músicos mineiros Isac Jamba e André Lafaete no M plus Media Studio, prestigioso estúdio que já acumula cinco grammy awards, localizado em Miami, USA.

Musicista Anderson Farias (Reprodução/ divulgação)

Ellen Fernandes é cantora, compositora, cientista social e arte-educadora. Possui formação na área da música popular com Bacharelado em Composição e Arranjo e especialista em Música Popular e mestrado em artes pela Universidade de São Paulo (USP). A produção musical de Ellen tem como princípio a valorização da arte como instrumento de transformação social. Sendo assim, tem atuado na divulgação e valorização das riquezas culturais, simbólicas e naturais da região Amazônica. 

Lançou em março de 2020 seu primeiro CD, o ‘Batelão da Amazônia’, com dez faixas autorais que passeiam por narrativas e lugares da região amazônica, com uma sonoridade que une tradicional e moderno. O trabalho está  disponível em todas as plataformas digitais. Já excursionou na região Sudeste do País levando a sonoridade amazônica. Atualmente, é sócio-proprietária do espaço Cultural Casa Som Amazônia, ao lado dos músicos Anderson Farias e Anderson Cerdeira.

Musicista Ellen Fernandes (Reprodução/ Divulgação)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO