Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
20 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS – No próximo dia 17 de julho, Manaus vai contar com mais uma iniciativa destinada aos jovens de baixa renda. O projeto “Jovens Embaixadores”, iniciativa ligada ao Instituto Desembargador Cândido Honório – (Idesch) vai desenvolver atividades esportivas e o estudo da palavra para crianças e adolescentes carentes de 6 a 17 anos de idade.

O Idesch é uma entidade associativa sem fins lucrativos, voltada para pesquisa, ensino e desenvolvimento de atividades múltiplas e, de acordo com o presidente do projeto, Cândido Honório Soares, as atividades voltadas ao público infantil e jovem podem revelar muitos talentos esportivos escondidos na cidade e também resgatar utilizando a fé daqueles que se desviaram por algum motivo do caminho do “bem”, perdendo o foco seja nos estudos, trabalho, família dentre outros.

“Sabemos que muitos talentos são perdidos, pois não têm incentivo. Quase não existe patrocínio e, também, alguém que possa servir de mentor, para direcioná-lo no caminho correto. Diante desse contexto, o projeto “Jovens Embaixadores” propõe orientar jovens na disciplina, conduta e princípios do Reino, por intermédio do esporte e estudo da Palavra. E ajudando a constituir uma sociedade livre, justa e solidária”, explica Cândido.

Apoio

O projeto já conta com vários nomes envolvidos que, de alguma forma, irão contribuir para o funcionamento previsto inicialmente para ser realizado três vezes na semana: terças, quintas e sábados das 16h às 19h e no sábado de 8h ao meio-dia.

Atletas de ponta como Paulo Coelho, Bibiano Fernandes, Omar Salim, André Júlio, Alex Martins apoiam o projeto. Artistas nacionais e locais também se interessaram em contribuir como Xande de Pilares e Uendel Pinheiro. No campo esportivo, nomes como Guilherme Torres, Cândido Honório Neto e Paulo Castro, faixas pretas de jiu-jítsu vão atuar como professores voluntários.

“O projeto Jovens Embaixadores leva esperança para essas crianças e jovens. Vai ensinar não somente a serem grandes lutadores, como também a vencer na vida. Nós sabemos que hoje a droga esta aí batendo na porta de todos, então nós queremos levar essa realidade paras crianças serem uma pessoa de bem”, ressalta o professor de jiu-jítsu e voluntário Paulo Castro.

Inicialmente, o projeto deve funcionar durante três vezes na semana (Reprodução/ Divulgação)

“Adote um jovem embaixador”

Cândido explica que dentro do projeto há ainda o programa “Adote um jovem embaixador”. O patrocinador vai acompanhar a evolução do atleta patrocinado, que será acompanhado de perto tanto no rendimento nos treinos e, principalmente, no âmbito escolar, que é um pré-requisito para ser cadastrado conosco e pretendemos ajudar com um rancho para aqueles mais carentes”, explica.

Aos interessados em ajudar como voluntário no projeto ou para participar para receber as aulas e orientações, basta procurar o perfil @projetojovensembaixadores no Instagram e clicar no link da bio, ou mandar um direct e aguardar resposta.

Aos que quiserem conhecer de perto, a sede do projeto fica localizada na rua Anderson Freire, número 8, Petrópolis, zona Sul de Manaus.

“Estamos ansiosos com o início desse projeto, pois buscaremos suprir essas lacunas. O instituto desembargador Cândido Honório tem uma grande satisfação de abrigar esse projeto importantíssimo para a sociedade. Creio que grandes talentos surgirão. Agradecemos a todos parceiros que colaboraram para o sucesso deste projeto que já é realidade”.

Professor de jiu-jítsu e voluntário do projeto, Paulo Castro (Reprodução/ Instagram)