Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

MINAS GERAIS – Números dão a dimensão de uma tragédia. O desta quarta-feira, 24, é que o Brasil atingiu a marca de 250.036 mortos por Covid-19 em uma contabilidade crescente e assustadora.

Os dados são aferidos com as secretarias estaduais de Saúde pelo consórcio dos veículos de imprensa formado pela Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia.

O número macabro foi atingido às 18h03 deste dia 24, pouco mais de 24 horas antes de se completar 1 ano do registro do primeiro caso no País e ainda não incluía os dados de quatro Estados.

Mas já era suficiente para afirmar que, em mortes diárias, o País vive agora o pior momento da pandemia. É como se toda a população de São José, cidade de Santa Catarina, tivesse desaparecido do mapa em menos de um ano.

Desde que foi declarada a pandemia de Covid-19, em 11 de março de 2020, boletins epidemiológicos têm mostrado com números o rastro de destruição deixado pela maior crise sanitária dos últimos cem anos.