Em vídeo comovente, indígenas de Manaus choram e cobram governo federal contra Covid-19

This post is also available in (Post também disponível em): English (Inglês)

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – Com mais de 65% de casos confirmados do novo coronavírus, a Comunidade Parque das Tribos continua pedindo apoio do poder público para diminuir os impactos da pandemia na comunidade. O cacique fez uma visita nessa quinta-feira, 14, a indígenas diagnosticados com a doença e em vídeos postados nas redes sociais, mostrou que faltam medicamentos, alimentos e recursos. Em todo o país, já são mais de 45 mil indígenas infectados pela Covid-19.

São cerca de 700 famílias que residem na comunidade localizada na Zona Oeste de Manaus. Por conta do aumento de casos de Covid-19, as lideranças estão realizando um projeto denominado “Salvando Vidas Indígenas do Parque”.

A indígena Eliane Kanamari, diagnosticada recentemente com Covid-19, relatou que está com sintomas há mais de uma semana. Com dores no corpo, cansaço, falta de ar, além da perda do paladar e olfato, ela contou, em um vídeo sobre o que tem feito para diminuir os sintomas. Por conta da doença está isolada dentro de casa para que não transmita para outras pessoas.

“Preciso que nos ajudem. Preciso de remédio e de alimentação, preciso que nos ajudem e, para isso, precisamos de apoio do poder público. Estamos precisando muito de ajuda, pelo amor de Deus estamos precisando muito”, pede a indígena.

Com medidas de prevenção para conter a contaminação da Covid-19, a comunidade foi atingida com o desemprego, com os contaminados pelo vírus e até a perda do cacique Messias Kokama, vítima da doença. Em um outro vídeo postado nas redes sociais no início da semana, o cacique Miquéias Komama, que assumiu a comunidade após a morte do pai, pede socorro das autoridades sanitárias para frear o número de casos e de morte na comunidade.

Assista ao vídeo na íntegra:

Indígenas infectados

No Brasil, até esta sexta-feira, 15, 45.533 indígenas foram atingidos pela Covid-19, de acordo com os dados divulgados pela Articulação dos Povos Indígenas (Apib). Ao total, 921 indígenas somam os mais de 200 mil mortos pelo vírus no País.

O Amazonas foi o primeiro estado a ter a confirmação de indígenas contaminados e hoje concentra o maior número de mortes entre indígenas.

“Chamamos atenção para o fato da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai/ Ministério da Saúde) ser um dos principais vetores de expansão da doença dentro dos territórios indígenas, alcançando a região com maior número de povos isolados do mundo: o Vale do Javari”, diz nota da Apib.

Doações

Para doações, entrar em contato com o número (92) 99308-9547 e transferências bancárias: Agência: 37117 – Conta: 0037451-2 (Banco Bradesco). Roupas; medicamentos; alimentos; dentre outros mantimentos serão bem-vindos para a comunidade que sofre com a contaminação do vírus.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO