Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
27 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve visitar a capital amazonense nos dias 16 e 17 de julho. A informação foi confirmada na manhã desta segunda-feira, 5, por um dos principais aliados em Manaus, o coronel Alfredo Menezes. Bolsonaro vai inaugurar a segunda etapa do Residencial Manauara 2, na zona Norte, participa de reunião com lideranças religiosas e de uma motociata com apoiadores.

“O horário de chegada ainda não está definido, mas pela parte da tarde o presidente Bolsonaro inaugura um conjunto habitacional construído com recursos oriundos da Caixa Econômica Federal. Em seguida, participa de encontros com religiosos, esse evento inclusivo e não exclusivo, ou seja, para toda a comunidade religiosa que deseja participar. O presidente irá agradecer o apoio que é dado a ele por essas instituições”, informou Menezes.

Esta é a terceira visita de Bolsonaro ao Amazonas em 2021. Em abril, o presidente fez uma passagem bem rápida e recebeu, em meio a protestos, o Título de Cidadão Amazonense concedido pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) e inaugurou a segunda etapa do Centro de Convenções Vasco Vasquez.

Motociata

O coronel da reserva confirmou ainda que Bolsonaro deve pernoitar na cidade e no sábado dia 17 de julho participa de uma motociata com apoiadores pedindo a implantação do Voto Impresso e a pavimentação da rodovia que liga Manaus a Porto Velho (BR-319).

“Essa motociata é para todos aqueles que acreditam no Governo Bolsonaro. Esse evento tem o apoio de mais de 100 associações de motociclistas do Amazonas. Vamos aproveitar que o olhar do Brasil vai estar para Manaus para pedirmos a pavimentação da BR-319, uma estrada importantíssima para a nossa região”, disse Menezes.

O horário está marcado para as 8h30 e terá mais de 60 quilômetros de percurso. A manifestação vai sair de frente do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), passar pela Ponta Negra, ponte Rio Negro, Avenida Brasil, Avenida Boulevard, Major Gabriel, Avenida Getúlio Vargas, Avenida Sete de Setembro e termina na avenida 10 de Julho em frente ao Teatro Amazonas.

“Nós estamos prevendo a participação de mais de 50 mil motociclistas em um ato de apoio ao nosso presidente que muito faz pelo nosso Estado. A intenção também é mostrar os pontos turísticos mais relevantes de Manaus, porque nós queremos sim alavancar o segmento do turismo na cidade”, enfatizou Menezes.

Questionado sobre os custos aos cofres públicos sobre o evento em Manaus em plena pandemia do novo coronavírus. O ex-combatente do Exército foi bem sucinto na resposta, “será mínimo”.

O evento terá o apoio do Governo do Amazonas e da Prefeitura de Manaus.