Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

This post is also available in (Post também disponível em): Português (Portuguese (Brazil))

Marcela Leiros – Da Revista Cenarium

MANAUS – O Amazonas, Mato Grosso e o Maranhão estão no topo do ranking da cobertura vacinal contra a Covid-19 entre os Estados da Amazônia Legal, segundo levantamento feito nesta segunda-feira, 14. Com 36% da cobertura vacinal, o Amazonas é o primeiro da lista. Já na “lanterna” está o Amapá, com 20% da cobertura vacinal realizada até o momento.

O cálculo foi feito baseado na estimativa da população informada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com os números informados pelas secretarias de saúde estaduais. No Amazonas, até a manhã desta segunda-feira, foram aplicadas 1.541.628 doses – 1.043.442 da primeira dose e 498.186 da segunda dose – dos imunizantes na população estimada em 4.207.714 habitantes.

O Mato Grosso, que segue o Amazonas no ranking, tem 35% dos 3.526.220 habitantes imunizados. Estes números podem ser maiores, já que o site “Painel de Distribuição de Vacinas contra Covid-19” do Mato Grosso foi atualizado pela última vez no dia 8 de junho.

O terceiro lugar fica com o Maranhão, com 31%. No Estado foram aplicadas 2.244.716 doses, somadas as primeiras e segundas doses, de uma estimativa populacional de 7.114.598. O Amapá, que está no fim da lista, vacinou apenas 20% da população de 861.773 habitantes.

Veja o ranking:

Cobertura vacinal na Amazônia Legal Brasileira (Catarina Hak/Revista Cenarium)

Mutirão

A boa colocação do Amazonas e do Maranhão pode ser explicada por mutirões de vacinação realizados nos dois Estados nesse sábado, 12, e domingo, 13. Balanço anunciado pelo governador amazonense Wilson Lima (PSC) indicou que a campanha “Vacina Amazonas” imunizou 141.649 pessoas contra a Covid-19 em Manaus, nos dois dias, com a primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca. O viradão iniciou no sábado e encerrou no fim da tarde de domingo em 57 postos de vacinação, sendo três funcionando por 32 horas.

Uma grande força-tarefa foi montada pelo Governo do Amazonas e pela Prefeitura de Manaus para imunizar a população de 40 a 51 anos. Dentre os pontos de vacinação, três funcionaram por 32 horas sem intervalo: Arena da Amazônia, Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques e Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho – Sambódromo de Manaus.

Moradores da zona Norte fazem fila para se vacinar no Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, em Manaus (Divulgação/Secom)

No Maranhão, a segunda edição Arraial da Vacinação na Ilha iniciou ainda na sexta-feira, 11, e vacinou 9.975 pessoas em mais de 50 horas de atividade. O reforço no processo de imunização contra a Covid-19 ocorreu na Grande Ilha, formada pelos municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e São Luís.

O drive thru de vacinação deste mutirão foi montado no estacionamento do Pátio Norte Shopping. Para ampliar o alcance da cobertura vacinal, nesta edição, a idade dos vacinados baixou para a partir de 29 anos no “mutirão”.

Arraial da Vacinação que aconteceu no drive thru montado no estacionamento do Pátio Norte Shopping, no Maranhão (Laecio Fontenele)