‘Então é Natal’: Simone e Mariah Carey ‘invadem’ redes sociais com sucessos inesquecíveis

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – Neste Natal, apesar da pandemia, celebrar à vida e manter o espírito natalino é importante. Após meses de quarentena causada pela pandemia de Covid-19, a chegada do período festivo pode ser a oportunidade de deixar as frustrações e tristezas passadas ao longo do ano. A REVISTA CENARIUM preparou uma playlist com nomes importantes da música nacional e internacional cantando músicas de Natal que ‘invadiram’, novamente, as redes sociais.

1 – All I Want For Christmas Is You

O hino natalino da diva pop Mariah Carey, “All I Want For Christmas Is You“, lançado em outubro de 1994, em mais um ano, volta à performar bem nos charts.

2 – Então é Natal

“Então é Natal”, da cantora Simone, é um dos marcos dessa geração. Apesar de ter sido lançada em 1995, já vendeu mais de 1 milhão e 500 mil cópias. A canção é uma versão brasileira de “Happy Xmas (War Is Over)”, de John Lennon e Yoko Ono.

3 – What a wonderful world

Lançada em 1968, a música “What a wonderful world” ficou consagrada na voz rouca do cantor de jazz norte-americano Louis Armstrong. O intuito do lançamento da canção era acalmar os ânimos exaltados devido aos conflitos sociais, políticos e raciais nos Estados Unidos, assim acabou se tornando um dos símbolos natalinos

4 – Canções de Harpa

Corais, sinos e harpas também compõem as sonoridades natalinas, uma festa tradicionalmente religiosa. Entre as músicas clássicas, estas remetem à música sacra e com ajuda de harpa, um instrumento que seria tocado pelos anjos, complementam a menção bíblica ao nascimento de cristo.

5 – Last Christmas

Fechando a lista, temos a canção “Last Christmas”, lançada em dezembro de 1984 pelo grupo musical Wham. Ela é uma das canções natalinas mais regravadas ao longo dos anos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO