6 de março de 2021

Com informações do G1

MANAUS – O governo de São Paulo antecipou para sexta-feira, 12, a campanha de vacinação para idosos entre 85 e 89 anos em todo o estado em 3 dias. A previsão inicial era que os idosos desta faixa etária seriam imunizados na próxima segunda-feira, 15.

“O governo de SP conseguiu acelerar seu cronograma com a distribuição antecipada da vacina do Butantan com mais de 900 mil doses da vacina para oferecer aos idosos em todos os 645 municípios do estado”, afirmou o governador João Doria (PSDB).

Nesta nova etapa de vacinação, 309 mil idosos estão aptos para serem imunizados. Já os 563 mil idosos de 80 a 84 anos vão receber a primeira dose a partir do dia 1º de março. “A vacinação com mais de 80 anos vai começar no dia 1º de março em São Paulo”, disse o governador.

“Não é só proteção, é a liberdade. A liberdade dos que permaneceram em casa, que ficaram afastados da sua família, dos seus netos, e terão a oportunidade de retomar seus laços familiares e tocando, sendo tocadas”, disse o secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, sobre a vacinação dos idosos.

Também ocorre na próxima sexta-feira, 12, o início da aplicação da segunda dose de profissionais que trabalham na linha de frente na saúde, indígenas e quilombolas que começaram a ser vacinados em 17 de janeiro. Os idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência a partir de 18 anos que vivem em instituições de longa permanência também serão imunizados com a segunda dose da vacina.

O estado tem mais de 7,5 milhões de pessoas com mais de 60 anos que pertencem ao grupo prioritário. No entanto, como ainda não há doses suficientes para todos, a vacinação está sendo dividida por faixas etárias.

Butantan

O Instituto Butantan recebeu na manhã desta quarta-feira, 10, mais 5,6 mil litros de insumos para a produção de 8,7 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

A carga chegou ao Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, às 7h26. O voo vindo de Pequim, na China, fez escala no Aeroporto de Lisboa, em Portugal. Cerca de 20 minutos após o avião pousar, a carga começou a ser descarregada.

Após a liberação pela alfândega, as doses serão envasadas, embaladas e rotuladas para distribuição na sede do Instituto Butantan a partir do dia 23 de fevereiro. Com a chegada do novo lote de insumos, o instituto totaliza 27 milhões de doses da vacina.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que espera ter 100 milhões de doses prontas até o começo de setembro.

“Agora não paramos mais até completar as 46 milhões de doses, o que deve acontecer até abril. E, mais para frente, vamos receber os lotes para completar os 54 milhões. Ou seja, esperamos que até o fim de agosto, começo de setembro, os 100 milhões dessas vacinas já tenham sido entregues ao Brasil e isso vai permitir a vacinação de 50 milhões de pessoas, não só os idosos acima de 60 anos, mas também as outras categorias poderão ser incluídas.”

Na tarde desta quarta, o estado de São Paulo tinha imunizado 1.055.438 pessoas contra o coronavírus.