4 de março de 2021

Com informações da Fórum

SÃO PAULO – Na última segunda-feira, 18, estreou no Brasil o novo filme do Tom & Jerry, produzido pela Warner Bros Pictures. Desde 2020 que a produtora vem trabalhando em inúmeras ações de marketing para divulgar o filme no país. Uma dessas ações, no entanto, vem causando polêmica pois conta com a participação do apresentador Carlos Massa, o Ratinho, que nessa quarta-feira, 17, fez apologia a um golpe militar no Brasil.

“Eu sei que o que vou falar aqui pode até chocar, mas está na hora de fazer [no Brasil] igual fez em Singapura. Entrou um general, consertou o país e, um ano depois, fez eleições. Mas primeiro consertou, chamou todos denunciados e disse: ‘vocês têm 24 horas para deixar o país ou serão fuzilados’. Limpou Singapura”, disparou o apresentador em um programa de rádio.

A declaração golpista de Ratinho se deu exatamente um dia antes da estreia do filme, o que rapidamente fez com que sua relação com a produção viesse à tona.

Há apenas uma semana que o apresentador se tornou garoto-propaganda do novo Tom & Jerry. Em uma imagem de divulgação, Ratinho aparece com os mascotes e anuncia que dublará o rato Jerry. Como o personagem, na verdade, não fala, trata-se de uma ação publicitária. A postagem do apresentador sobre o filme no Instagram, inclusive, contém o aviso #PatrocinadoPelaWB (patrocinado pela Warner Bros).

A presença de Ratinho na divulgação do filme revoltou fãs e internautas, que passaram a cobrar a Warner Bros sobre o fato da empresa estar se associando a alguém que pregou fuzilamento e rompimento da democracia no país.

Usuários das redes sociais preencheram os espaços de comentários nas publicações da Warner sobre o filme com críticas e resgatando a declaração golpista do apresentador. Muitos também avisaram para a produtora das supostas dívidas de impostos de Ratinho e uma condenação por trabalho análogo à escravidão em uma fazenda de sua posse.

(Reprodução Internet)

A Warner Bros ainda não se manifestou sobre as críticas.

Invasão das redes

Além das críticas à Warner Bros, internautas têm invadido os perfis de Ratinho nas redes sociais pregando punição ao apresentador por conta de sua declaração sobre golpe militar, já que apologia à ditadura é crime no Brasil, e também propondo boicote ao seu programa no SBT.

Confira.