26 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – Fortalecer a presença das mulheres nos ambientes tecnológicos, esse é o objetivo do ‘She’s Tech Conference, evento destinado às mulheres, que teve início terça-feira, 17, e vai até o dia 21 deste mês. Por conta da pandemia, a edição 2020 está acontecendo no formato digital. O movimento de inclusão conta com três pilares que são: inspirar, engajar e capacitar.

Curadora do evento, Yara Laiz falou à reportagem da REVISTA CENARIUM sobre o evento. De acordo com ela, o She’s Tech é uma iniciativa com selo genuinamente brasileiro. “O evento nasceu no Brasil, mas conta com a participação de comunidades tecnológicas de várias partes do mundo, que participam palestrando”, destacou a curadora.

Ainda de acordo com Laiz, todas as mulheres que desejam participar são bem-vindas já que o objetivo é fortalecer o feminino diante de uma realidade que é global e dita os rumos da economia. “Qualquer pessoa pode acompanhar o movimento She’sTech e participar do evento inscrevendo-se de forma gratuita!”, declarou Yara.

Portas de vidro

Laiz chama atenção para um estudo. A ‘Teoria das Portas de Vidro’, ajuda a explicar as limitações femininas. “A teoria diz que há barreiras invisíveis que separam as mulheres da tecnologia, como questões sociais e econômicas e, principalmente, a jornada dupla de mãe e profissional. Além do grande machismo da área”, observou.

“A mineira Ciranda de Morais é a idealizadora do She’Tech e do She’sTech Conference”, informou. Ela comenta ainda, sobre o papel das mulheres amazonenses. “A participação na tecnologia tem aumentado significativamente principalmente por conta dos debates sobre a presença feminina. Muitas startups e empresas têm priorizado isso”, apontou Yara Laiz.

Como em tempos de pandemia toda ajuda é bem-vinda, o She’s Tech possui um foco social. “Este ano, o evento está arrecadando valores para ser doado para projetos de base tecnológica feminina na favela da Rocinha, mas não atua diretamente com isso. O foco principal do movimento é: inspirar, engajar e capacitar”, finalizou Laiz.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.