Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
6 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello foi flagrado neste final de semana no Manauara Shopping, em Manaus, sem utilizar máscara. Imagens que começaram a circular nas redes sociais na tarde deste domingo, 25, mostram o ex-ministro andando pelo shopping sem o item de proteção, essencial para evitar a proliferação da Covid-19.

Apesar das imagens do ex-ministro viralizarem na internet, ele ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto. O Shopping Manauara foi procurado, mas até a publicação da matéria não retornou a mensagem.

Neste domingo, o Brasil chegou a marca de 390.925 mil pessoas mortas pelo novo coronavírus. No Amazonas, Estado onde Pazuello estava andando no shopping sem máscara, o quantitativo de óbito pela doença chegou a 12.517, também neste domingo. A utilização de máscara, higienizar as mãos com água e sabão ou álcool em gel, além do distanciamento social, são as principais recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e instituições sanitárias do Brasil para reduzir a contaminação pela Covid-19.

Na última sexta-feira, 23, Pazuello foi nomeado como adido da Secretaria-Geral do Exército.

O ex-ministro da Saúde está sendo processado por improbidade administrativa em razão da crise no fornecimento de oxigênio medicinal no Amazonas, em janeiro deste ano. No dia 14 de abril, o Ministério Público Federal ajuizou a ação na Justiça Federal do Amazonas.

Na ação, o MPF destaca cinco atos de improbidade cometidos durante o colapso, entre os meses de dezembro de 2020 a janeiro de 2021, como atraso e lentidão do Ministério da Saúde no envio de equipe para diagnosticar e diminuir a nova onda de Covid-19 no Amazonas; a omissão no monitoramento da demanda de oxigênio medicinal; e na adoção de medidas eficazes e tempestivas para evitar o desabastecimento.

Outro ato destacado é a realização de pressão para utilização de ‘tratamento precoce’ e, ainda, a demora na adoção de medidas para transferência de pacientes que aguardavam leitos junto à ausência de medidas de estímulo ao isolamento social.

Pazuello repete o comportamento do presidente Jair Bolsonaro, que constantemente aparece em público sem máscara e em eventos com aglomeração de pessoas. A exemplo do que fez em Manaus, no último sábado, 24, o presidente foi à Ceilândia e ao Sol Nascente, regiões administrativas do Distrito Federal, sem máscara, visitou moradores e andou por uma feira coberta, causando aglomerações.

Veja nota do shopping, enviada nesta segunda-feira, 26.

NOTA-MANAUARA-SHOPPING