Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
19 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), realizou na noite desta terça-feira, 23, um pronunciamento à nação. A fala do presidente foi ao ar às 19h, em cadeia de rádio, televisão e internet. O pronunciamento aconteceu no dia em que o País bateu recordes em mortes por Covid-19. Ao todo foram 3.251 mortos nesta terça-feira no Brasil.

Em um discurso breve, o mandatário do País tentou passar otimismo para a população brasileira. “Estamos em um momento da pandemia em que uma nova variante tem tirado a vida de milhares de brasileiros. Sempre disse que enfrentávamos dois desafios: o vírus e o desemprego”, declarou abrindo sua fala.

Na sequência, ele sustentou a informação de que o Brasil está bem posicionado no ranking de países que correm contra o tempo e o vírus. “Agora, somos o quinto País que mais vacinou no mundo. Graças às ações que tomamos no início da pandemia”, ranqueou.

Qualquer vacina

“Sempre afirmei que adotaríamos qualquer vacina, desde que tivesse validade pela Anvisa. Em poucos meses seremos autossuficientes na produção de vacinas, mas a produção nacional vai garantir a vacinação de todos os brasileiros, independentemente de qualquer variante”, otimizou o presidente Bolsonaro.

Ao final de seu rápido pronunciamento, o presidente da República se disse solidário com as famílias de centenas de vítimas da pandemia do Brasil. “Por fim, solidarizo-me a todos aqueles que tiveram perdas. Vamos fazer de 2021 o ano de vacinação no Brasil”, finalizou Jair Bolsonaro.