‘Farofa da Gkay’: influenciadora diz que vendeu presentes para pagar festa, mas ainda está endividada

Com informações da Folha de S. Paulo

SÃO PAULO – Responsável pela festa mais comentada de 2021, a Farofa da Gkay, a atriz e humorista Gessica Kayane, 29, disse que vendeu alguns presentes para pagar a comemoração, que aconteceu no início de dezembro no Marina Park Hotel, em Fortaleza, durou três dias e custou R$ 2,8 milhões.

Em entrevista ao programa Altas Horas (Globo), de Serginho Grosiman, na noite deste sábado (25), Gkay também afirmou que ainda está com dívidas da celebração e brincou que aceitaria contribuições via Pix para quitar os débitos.

“Estou devendo, Serginho. Não vou negar para você”, disse. Ela explicou que foi chamando os artistas para participarem da festa como Léo Santana e Wesley Safadão e, embora eles não cobrassem, tinha a parte técnica da apresentação, que envolvia gastos.

Gkay participa do Altas Horas (Globo) (Divulgação/ Globo)

“Comida, bebida, open bar, open food, hotel de graça. Agora estou devendo um pouco. Querendo fazer um Pix para mim, eu vou receber de toda a gratidão”, afirmou. “Vendi alguns presentes, eu não acho errado”, completou.

Também no Altas Horas, Juliana Paes acrescentou que Gkay criou inimizades por não ter convidados alguns famosos para a Farofa. A humorista, porém, explicou que é necessário ter uma preparação especial para frequentar a celebração.

“Como é que eu chego em Fátima Bernardes e digo ‘bora, Fátima’? Eu não tenho coragem! A Farofa é um lugar que você tem que ir preparado mentalmente. Porque você vai ver coisas lá que talvez você não veja em outra parte do mundo, nem da sua vida. É melhor preparar o convidado antes. Vamos dar um ano? Aí ano que vem chega o seu convite”, disse.

“Ana Maria já disse que vai passar debaixo do buffet e gritar para os cachorros de manhã acordando todo o mundo. Juliana Paes também estará lá”, concluiu Gkay.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO