Festival ‘Breves Cenas’ completa 10 anos e une clássico rádio ao moderno podcast, para proporcionar emoção sonora do teatro

Mencius melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – O Festival Breves Cenas 2021 acontece a partir desta quinta-feira, 25, até domingo, 28. O evento é o único festival de cenas curtas da região Norte com projeção nacional e neste ano aposta na dramaturgia sonora. Por conta da pandemia, o evento será realizado no formato podcast, revisitando o antigo radioteatro. O acesso às salas virtuais é gratuito, basta acessar o Instagram ou no site, a partir das 20h (horário Manaus).

No repertório sonoro do festival, estão reunidas 13 cenas curtas oriundas de seis Estados do Brasil. As peças estarão à disposição do público gratuitamente em todas as plataformas de streaming entre as quais: Spotify, Deezer, Apple Music entre outras. Cada cena dramatúrgica possui no mínimo 4m59s a no máximo 12m31s. O interessante é que, após o festival, o público poderá maratonar toda a produção teatral.

Criador do projeto e um dos mais ativos produtores da cena cultural no Amazonas, o ator e diretor Dyego M. traduziu em rápidas palavras a realidade enfrentada pela produção do “Breves Cenas”. “Nesta edição, o caos ocasionado pela pandemia, a solidão posta pelo isolamento e as mortes diárias na cidade de Manaus e no mundo inteiro afetaram toda e qualquer possibilidade de criação e encontro”, lamentou.

O então jovem diretor de cinema chamado Orson Welles levou pânico a Nova Iorque ao narrar nos estúdios da Rádio CBS, uma “invasão marciana”. (Reprodução/Internet)

“Entendemos que não poderíamos parar, afinal, é uma década com o Teatro Amazonas lotado, mais de 1.500 artistas, produtores, técnicos que já trabalharam no projeto e mais de 51 mil pessoas que já assistiram a uma cena curta no festival, ou seja, era necessário criar uma nova forma de celebrar com a plateia, ainda que de forma virtual”, destacou Dyego M.

O radioteatro e o moderno podcast

No “Breves Cenas” de 2021, a magia do formato da radioteatro volta em consórcio com a modernidade do podcast (Reprodução/Ingrid Anne)

Por ser um patrimônio do teatro no Norte do País, o “Breves Cenas” partiu para a arte de se reinventar na solidão da pandemia. A solução foi revisitar a dramaturgia da ‘Era de Ouro do Rádio”. As peças sonoras populares nos anos 1940 e 1950 são a fonte para os podcast selecionados para a edição 2021. “Experimentar é o verbo dessa edição”, sintetizou o diretor-geral Dyego M.

“Temos algumas referências de podcast dedicados à peça teatral sonora, com o uso da palavra, das construções de narrativas e da experimentação dos sons focados na dramaturgia teatral. O teatro é presença e levá-lo para os meios digitais tem sido um desafio coletivo para os artistas da cena”, relatou Dyego.

A produção geral do evento adiantou as barreiras a serem superadas. “O desafio dos 13 selecionados para integrar a programação foi construir cenas curtas sonoras, ou seja, cenas em que toda a atmosfera cênica, estética e artística pudesse ser expressa por meio da sonoridade. Para isso, o ‘Breves Cenas’ propôs uma investigação sônica aos participantes por meio de uma residência artística”, detalhou.

Adaptações

Como reconfigurar um formato teatral com uma década de sucesso não é tarefa simples, um time experiente foi chamado para entrar em campo. A migração do físico para o virtual foi tarefa construída por nomes como a dramaturga, diretora, poeta e atriz Ave Terrena; o diretor, dramaturgo e ator Fabiano de Freitas (Dadado); o dramaturgo, diretor e ator Márcio Abreu.

Participaram também o pianista, compositor e arranjador Davi Fonseca; o compositor, músico e produtor Felipe Storino; e o compositor e produtor de trilhas sonoras Pedro Leal David. A incensada atriz e produtora Denise Fraga também participou da construção do “Breves Cenas” 2021. Ela conduziu o workshop “Vozes – criação e narrativas”. O encontro foi privado e gratuito, destinado somente para inscritos previamente. O workshop teve duração de três horas.

Atores e atrizes passando os textos para fazer o registro de um “Breves Cenas” que promete entrar para a história do teatro amazonense (Reprodução/Ingrid Anne)

O “Breves Cenas” chega à décima edição em formato 100% digital em função da pandemia da Covid-19. Realizado pela H Produções, o festival foi contemplado pelo edital emergencial Prêmio Feliciano Lana – Lei Aldir Blanc e conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, e do Governo Federal, por meio da Secretaria Especial da Cultura.

Confira a programação:

25/03 (quinta-feira)

Cena 01 – “Órfãs de Dinheiro” (MG)

Cena 02 – “A(fe)tividade Periférica” (MG)

Cena 03 – “As Calotas Polares da Minha Geladeira” (SP)

26/03 (sexta-feira)

Cena 01 – “Empuxo” (RJ)

Cena 02 – “Antígona Em Tempos Pandêmicos” (AM)

Cena 03 – “Nós, Os Palhaços” (SP)

27/03 (sábado)

Cena 01 – “Besouro” (RJ)

Cena 02 – “Chechênia Ou A Recusa Do Silêncio” (SP)

Cena 03 – “Yebá Buró – Início, Trovões E Panami” (AM)

28/03 (domingo)

Cena 01 – “Um Desenho” (PR)

Cena 02 – “Entre Esmaltes E Trapaças” (AM)

Cena 03 – “Perdão” (MS)

Cena 04 – “Bicha” (RJ)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO