Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

Um dos maiores eventos culturais do País, o Festival Folclórico de Parintins, segue na berlinda. Secretaria de Cultura, Governo do Estado, Prefeitura de Parintins, Amazonastur se mantêm cautelosos sobre a realização da festa, mas os presidentes dos bois Garantido e Caprichoso afirmaram à Revista Cenarium que o evento acontecerá depois de agosto, com orçamento reduzido, e já vislumbram data.

“Vai ter festival sim!”, declarou enfático o presidente azul, Jender Lobato. “Claro que o momento agora é de cuidar das pessoas, mas, o festival é a vida de Parintins e dos municípios ao redor, é por acreditar nisso, que estamos mantendo a chama acesa dos nossos torcedores, mantendo iniciativas como as lives”, exemplificou. Questionado sobre uma possível data, Jender arriscou. “Acredito que depois de agosto, será possível”, previu.

Vermelho acredita

Pelo lado rubro, a fé também é a mesma. “Vamos ter festival”, declarou Fabio Cardoso – presidente do Garantido. “No momento estamos prudentes em relação a saúde de todos, mas, já vislumbramos uma data”, adiantou sem dizer qual.

“A questão é que independente da data, temos que ter o tempo de construção do espetáculo, que na minha opinião é de no mínimo dois meses”, avaliou.

Fábio Cardoso ainda chamou atenção para outro detalhe. “O orçamento será menor e aí teremos aquela conjuntura de 2016 (ano em que o ex-governador José Melo, retirou o Estado do evento, causando um enorme prejuízo aos bois)”, relembrou. O dirigente do Garantido não descartou nenhuma possibilidade, inclusive de diminuição das noites ou do número de alegorias – grandes estruturas que pesam nos custos de arena. “Vamos discutir todas as possibilidades”, declarou.

Bumbódromo de Parintins – foto: divulgação

Patrocinadores apostam

A Gerente de Relacionamentos da Maná Produções, empresa responsável pela captação de patrocinadores para o Festival de Parintins, Márcia Nogueira, acredita na realização do evento. “Não se trata de querer ou não realizar, se trata da necessidade que Parintins tem em relação ao evento”, comenta. Ainda segundo a gerente da empresa que está baseada em São Paulo, o otimismo pauta as marcas que patrocinam a festa. “Todos os patrocinadores do festival estão desenvolvendo suas campanhas publicitárias, acreditando na realização do festival, ainda esse ano”, informou.

Ingressos vendidos

A empresa responsável pela comercialização dos ingressos, Amazon Best, também se posicionou. Segundo Valdo Garcia, Diretor Presidente, já existe um entendimento sobre a nova data. “O adiamento já é consenso entre todos, resta agora o anúncio da nova data, que provavelmente será anunciada na primeira semana de junho”, adiantou. Questionado sobre a possibilidade de cancelamento da festa, ele foi direto.

“Não trabalhamos com essa hipótese, até porque, outros festivais, como o de Campina Grande que é realizado em junho, já tem nova data, que será outubro”, exemplificou. Ainda segundo Valdo Garcia, as regras comerciais estão mantidas. “Todas as operações comerciais estão valendo para a nova data e aqueles que não aceitarem, terão seu dinheiro ressarcido”, informou. “Claro que seguindo as regras estabelecidas pelo decreto federal vigente sobre a pandemia, que rege essas transações”, comentou.

Palavra oficial

O secretário Apolo Muniz, da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa (Sec), disse à REVISTA CENARIUM que está em diálogo com os Bumbás. “Estamos em constante diálogo com os presidentes dos dois bois, porque entendemos a importância do festival para Parintins e o Amazonas mas, no momento, o foco do Estado é a luta contra a pandemia”, comentou. Na mesma linha, o prefeito de Parintins, Frank Bi Garcia (DEM), foi lacônico. “Não estamos pensando em festival no momento, só vamos pensar nisso, quando essa pandemia passar”, afirmou.

Parintins hoje

Localizada à margem direita do Rio Amazonas, Parintins está há 369 km em linha reta da capital Manaus. Com 120 mil habitantes (Censo IBGE 2010) a Velha Tupinambarana, como é conhecida, tem hoje, segundo Boletim Oficial da Prefeitura Municipal de Parintins (PMP), divulgado no sábado, dia 9, 511 casos notificados, 377 confirmados, 28 mortos, 23 internados e 836 em monitoramento.

Entre os infectados recentemente pela novo Coronavírus, está o Vice- prefeito e ex- Amo do Boi Garantido, Tony Medeiros. Em recente matéria na Revista Cenarium, o Prefeito Bi Garcia declarou:

“Teremos ainda mais uma semana para ampliar o toque de recolher, com fiscalizações ainda mais duras em comércios que não são essenciais, que estão desobedecendo os decretos municipal e estadual, vamos lacrar e não tem jeito”, declarou Bi Garcia.

E completou. “Se em uma semana, o município não estabilizar o número de casos, haverá lockdown (Bloqueio Total)”, finalizou Bi Garcia.