Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
20 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Iury Lima – Da Revista Cenarium

VILHENA (RO) – Afetados pelas restrições impostas em razão da pandemia, empresários do setor de bares e restaurantes de Cacoal, cidade a 480 quilômetros de Porto Velho, encontraram uma saída criativa e inteligente para driblar a queda de seus rendimentos, o Festival Gastronômico de Cacoal, o FestivON.

Rolando desde o dia 31 de maio e com duração até 10 de junho, a iniciativa é uma aposta na tecnologia, numa época em que tudo passou a acontecer online. A ideia do chef de Cozinha Embaixador em Rondônia, Fernando Von Noble, foi de reunir todos os que estavam inconformados com a impossibilidade de manter os estabelecimentos abertos para criar uma espécie de versão modernizada do Festival Gastronômico Cacoal Sabor, tradição marcada no calendário oficial do município que esbanja paixão por café e comida boa. O resultado foi FestivON, que já alavancou as vendas dos 31 estabelecimentos participantes em 35%.

Resposta em meio à crise

Atualmente, bares e restaurantes podem funcionar até as 23h em Rondônia, podendo receber apenas 30% do público normal, obedecendo as medidas de distanciamento social e ações sanitárias preventivas. Foi um baque para a grande maioria. Fernando, que vive em Rondônia há mais de 15 anos, também sofreu. Em 2011, abriu seu primeiro bistrô, impressionando com seus pratos por meio da alta gastronomia japonesa. O sucesso aumentou e ele expandiu, abrindo um quiosque de também culinária oriental no shopping da cidade, mas, com a pandemia, viu os negócios despencaram. Foi aí que percebeu que era hora de mudar o foco.

Fernando Von Noble, chef de cozinha que aposta na alta gastronomia japonesa e idealizador do FestivON. (Reprodução/Arquivo pessoal)

Como funciona

Diferente do tradicional Festival Gastronômico, que, antes da pandemia, acontecia nos restaurantes, no mês de novembro, justamente na semana de aniversário de Cacoal, desta vez a vitrine é um cardápio online disponível no site do evento, com descontos que chegam a 50% – os maiores já oferecidos na modalidade de delivery, no município.

Apesar de recém-nascido, o FestivON já está em sua segunda edição, e deve ser mantido de forma bimestral para ajudar a recuperar a economia. “Com absoluta certeza, esse é um formato que chegou para ficar: atender via delivery da melhor forma possível. Nosso setor tem feito de tudo para se especializar e se profissionalizar nisso, com objetivo de atender cada vez melhor aos clientes nesse formato. A bimestralidade do FestivON tem ajudado a criar um movimento rápido e contínuo, assim como as redes sociais são hoje”, conta o criador do projeto à Revista Cenarium.

Os preços promocionais funcionam como fator atrativo para o sucesso do projeto e para o objetivo final dos estabelecimentos participantes, que é lucrar um pouco mais, atendendo a um número maior de clientes do que é permitido por decreto de forma presencial,  além de evitar as aglomerações. Depois de escolher o prato, o cliente é redirecionado ao contato de WhatsApp da empresa responsável. Daí, é só finalizar o pedido e combinar o pagamento. O público pode aproveitar as ofertas de segunda a quinta-feira. 

Combos preparados pelo Chef Fernando Von Noble, como este Bignobly, composto por vários sushis, também estão disponíveis no festival. (Reprodução/Noblyaki Bistrô e Bar)

Apoio e resultados

A Prefeitura de Cacoal, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) perceberam o potencial do projeto e abraçaram a causa, também como forma de fortalecer o setor já prejudicado financeiramente. “O que eu tenho visto são várias empresas que não tinham a metodologia de vender pelas redes sociais, conseguindo ter resultados extraordinários. Para o município, isso é muito bom, fortalece a economia local, gera renda e todos ganham”, comemora o secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Elizeu Dias. 

“Os dados colhidos têm sido absolutamente incríveis e mostraram, até agora, um aumento de 35% nas vendas nos dias mais fracos do nosso setor, que é de segunda a quinta”, complementa Fernando Von Noble. 

Sucesso

Mesmo não substituindo ainda o evento presencial, Fernando aposta que a expressividade para o festival online pode se consolidar ao longo das próximas edições, ainda neste ano, tornando-se outra tradição de Cacoal: “Acredito que ser referência em qualquer setor também nos traz a responsabilidade em desenvolver e fomentar projetos que visam o fomento econômico, em especial em momentos difíceis como esse, em que todos precisam, realmente, de muita motivação manter a esperança e não desistir apesar das imensas dificuldades enfrentadas há mais de um ano”.