Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
5 de dezembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações da Folhapress

BRASÍLIA –  Logo após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fazer pronunciamento em que criticou Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, pediu para que seguidores no aplicativo Telegram compartilhassem até viralizar uma imagem de seu pai com a mensagem “nossa arma é a vacina”.

Senador Flávio Bolsonaro pediu a seguidores para compartilharem imagem do presidente defendendo a vacinação (Reprodução/Telegram)

Bolsonaro criticou durante meses a Coronavac, o principal fármaco na imunização em curso no Brasil, fez pouco caso da importância da vacinação e segue defendendo remédios sem eficácia contra a Covid-19, como a hidroxicloroquina e a ivermectina.

O jornal Folha de São Paulo mostrou que o presidente recentemente deu início a uma retórica pró-vacina para tentar estancar perda de popularidade causada pelo aumento do número de mortes e pela tímida evolução na imunização da população contra o coronavírus.

Em outubro de 2020, o presidente chegou a afirmar que não compraria “a vacina chinesa do Doria”, em referência à origem do laborátorio que desenvolveu a CoronaVac e à participação do governador de São Paulo João Doria (PSDB) na importação e na negociação para produção da CoronaVac pelo Instituto Butantan.