Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
24 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml
Via Brasília – Da Revista Cenarium

ZFM e rolê azedam humores

Mesmo se reunindo na semana passada e traçado os próximos passos da CPI da Pandemia, o chamado G7 – grupo informal de membros da Comissão que se declaram independentes ou de oposição – se reúne novamente nesta segunda-feira, 24, à noite, em Brasília. Na casa do presidente da Comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), os senadores devem discutir alterações na agenda de depoimentos, segundo uma fonte que acompanha por dentro a CPI. As ameaças veladas à Zona Franca de Manaus (ZFM) e o passeio motociclístico do presidente azedaram os humores entre os integrantes.

Sincerão

Alvo de reportagens da imprensa nacional neste final de semana, o senador Omar Aziz foi adjetivado como “sincerão” e “paternal”, sobretudo por conta tom moderado com que se dirige aos depoentes que usam de evasivas e mentiras para contornar as perguntas da CPI. Nos comentários acerca do passeio motociclista, Omar não economizou na sinceridade e anunciou que pedirá a convocação do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), para depor na CPI, o que motivará alterações no cronograma das oitivas.

Dois crimes

Senadores avaliam que ao promover e permitir o “rolê insano”, o governador carioca cometeu ao menos dois crimes: contra a Saúde pública e pelo uso de recursos públicos, como o destacamento de mais de um mil policiais do Estado, para ato político, isso em plena pandemia.

Sem noção

Como se não tivesse nada com que se preocupar, no domingo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desfilou a habitual falta de senso de prioridade e de noção pelas ruas do Rio de Janeiro. O “rolê insano” contou com centenas de motociclistas, promoveu aglomerações, deixando perdigotos pelas ruas cariocas, já que Bolsonaro abomina máscaras, assim como seus apoiadores. Todos muito sorridentes, como a “comemorar” os 450 mil mortos e os alertas de especialistas sobre de uma provável terceira onde de Covid-19 no País.