Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Bruno Pacheco – Da Cenarium

MANAUS – A partir desta terça-feira, 12, até o dia 24 de outubro deste ano, o projeto “Garotas Espertas” estará em exibição no Manauara Shopping, no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul de Manaus. A exposição que homenageia grandes mulheres cientistas conta com a apresentação de curtas-metragens e imagens das 12 jovens atrizes amazonenses que estrelam a produção audiovisual.

Veja também: ‘Garotas Espertas’: meninas recebem incentivo para ingressar no mundo da ciência e tecnologia

O Garotas Espertas é promovido pelo projeto “Cunhantã Digital”, em parceria com a Casa de Artes Trilhares, e busca incentivar a participação do público feminino no mundo da ciência e tecnologia. A iniciativa foi lançada na última quarta-feira, 6, em cerimônia realizada no Centro Cultural Palácio da Justiça, no Centro de Manaus, e traz 12 curtas-metragens estrelado por meninas de 8 a 14 anos interpretando mulheres cientistas.

“A exposição vai ficar aqui do dia 12 a 24 de outubro, no horário de funcionamento do shopping. Em alguns horários teremos a presença das crianças vestidas como as personagens para conversar com o público e tirar fotos com as pessoas que vierem prestigiar a exposição”, explicou Fabíola Nakamura, coordenadora do projeto Cunhantã Digital e professora do Instituto de Computação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Segundo a professora, os curtas-metragens, que contam os principais feitos das cientistas interpretadas pelas atrizes mirins, estarão disponíveis a partir desta terça-feira, 12, de forma gratuita, no canal do YouTube do projeto “Cunhantã Digital”.

“Os 12 curtas-metragens estarão disponíveis a partir das 14h desta terça-feira, totalmente gratuitos, para quem quiser conferir, recomendar, usar como material de pesquisa ou didático. Isso é o que a gente considera a temporada 1 do Garotas Espertas e esperamos dar continuidade”, concluiu Fabíola Nakamura.

Garotas Espertas

O Garotas Espertas foi produzido dentro do projeto “Apoio para o incremento do quantitativo feminino em computação”, por meio do Programa Cunhantã Digital, do Instituto de Computação da Ufam, parcialmente financiado pelo Programa de Apoio a Projetos Financiados por Emendas Impositivas (Proemend), do Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), proposto pela deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB).

Por conta da pandemia, as atividades do Garotas Espertas foram suspensas temporariamente em 2020, retornando apenas em junho deste ano. Os curtas têm participação das crianças e adolescentes Ana Rosa Carvalhosa, Aadriya Pal, Ana Aurora, Ericka Thamilly, Fernanda Jardim, Gabriela Nakamura, Jullie Eduarda, Maria Clara Pimentel, Maria Carolina Zen, Lara Farias, Lara Margarido e Milyanne Thaumaturgo.

Assista ao episódio 1 do projeto: