20 de outubro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Michelle Portela – Da Revista Cenarium

MANAUS – Amado pela torcida, elogiado pelos jornalistas, respeitado pelos colegas de clube e disputado pelos cartolas locais. Esse é o goleiro Jonathan Braga, de 28 anos, três vezes campeão amazonense, vice-campeão na série D e único jogador nascido no Amazonas a ser titular absoluto num time da Série C do Campeonato Brasileiro.

Nascido em Alvarães, município a 530 quilômetros de Manaus, capital do Amazonas, Jonathan iniciou a treinar ainda na cidade natal, de onde não apenas carrega lembranças, mas o compromisso de promover o esporte como referência aos jovens da cidade.

“Tenho boas lembranças das brincadeiras que eu tinha com os meus amigos, porque todo final de tarde íamos jogar futebol. Época em que comecei a participar de uma escola de futebol que estavam inaugurando na cidade, cujos professores agora são meus amigos. São lembranças que me acompanham”, disse o goleiro.

Goleiro é três vezes campeão amazonense (Divulgação)

Mas ser da Amazônia não ajudou Jonathan a se tornar profissional. “Ser da Amazônia não faz diferença, porque o desempenho físico e o rendimento é que vão definir quem vai entrar pra ajudar o Manaus”, explica o jogador que já realizou 20 jogos em 2020.

“A parte mais difícil foi ter iniciado aqui no Estado do Amazonas, porque, no cenário nacional, éramos conhecidos como jogadores com baixa habilidade”, relata.

Aos 28 anos, o vice-campeão da Série D é adorado pelo público (Divulgação)

Embora reconheça os problemas do mercado profissional local, o goleiro aposta numa segunda geração de jogadores que irão realizar seus sonhos desde a base. “Tenho certeza de que o futebol amazonense está em ascensão e vai ficar mais competitivo, devido à projeção que o Manaus FC alcançou, o que funciona como incentivo às crianças que sonham em ser um jogador de futebol”.

Para fortalecer o futebol amazonense, “capenga”, segundo Jonathan, o caminho é investir nas categorias de base. “Essa realidade será modificada em breve. Acredito nos garotos nas bases dos clubes locais e tenho certeza de que eles estão sendo moldados sob influência do Manaus, e isso serve de motivação para continuarem para a profissionalização, tanto nos clubes locais quanto no cenário nacional”, diz.

Assim, com um pouco de diplomacia, o menino de Alvarães segue conquistando seu lugar na história do futebol amazonense. “Tinha um sonho de ajudar um time do Amazonas a chegar ao futebol nacional e estou conseguindo isso com o Manaus. Vou conquistar muitos objetivos ainda. Com disciplina e humildade, pés no chão, estou conseguindo chegar lá e a criançada também precisa manter esse foco”, finaliza.

Goleiro do esmeraldino tem compromisso de promover o esporte como referência aos jovens da cidade (Divulgação)

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.