Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
27 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Marcela Leiros – Da Revista Cenarium

MANAUS – Pré-candidato à Presidência da República, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta segunda-feira, 10, confiante, que enxerga o ex-presidente Lula como seu principal adversário nas Eleições de 2022 e vai disputar o segundo turno contra ele.

“Não quero ser desrespeitoso a Bolsonaro, mas Lula será o candidato que vai disputar o segundo turno e é com ele que vamos disputar. Serei um candidato duríssimo”, afirmou o governador em entrevista à Jovem Pan.

Questionado sobre a possibilidade de formar uma chapa com Sergio Moro, Doria disse que o diálogo deve começar em abril. “Quanto a Moro, tenho uma boa relação com ele, cultivo essa relação, temos conversado, principalmente, em torno dessa terceira ou melhor via, como prefiro classificar, mas ainda temos tempo para essa evolução do diálogo. Campanha mesmo começa a partir de abril”, adicionou.

Pesquisas

Sobre os resultados das pesquisas de intenção de voto, que mostram Lula e Bolsonaro no segundo turno, Doria afirmou que “o retrato de hoje não é o de amanhã”, mas que a tendência é de mudança e inserção da “melhor via” na disputa.

O governador também reconheceu que cultiva uma boa relação com o também pré-candidato Sergio Moro, ex-ministro da Justiça, e não descarta uma possível aliança para a disputa. “Temos que estar abertos ao diálogo e a terceira via tem que se materializar em um nome. Divididos não venceremos”, acrescentou João Doria.

A pesquisa do instituto Datafolha, divulgada em 16 de dezembro pelo site do jornal “Folha de S. Paulo”, diz que Lula tem 48% das intenções de votos no primeiro turno, contra 22% de Bolsonaro, 9% de Moro, 7% de Ciro e 4% de Doria. No segundo turno, Lula (PT) tem 59% das intenções de voto contra 30% de Bolsonaro.