9 de março de 2021

Jennifer Silva – Da Revista Cenarium

MANAUS – O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), informou nesta quinta-feira, 4, que não há sinalização de flexibilização ou prorrogação das restrições no enfretamento à Covid-19. Na ocasião, Lima também afirmou que deve se reunir com o Comitê de Enfrentamento do novo coronavírus na sexta-feira, 5, para avaliar as medidas.

“Há duas fake news rodando, uma dizendo que a gente vai prorrogar o decreto e outra sobre a flexibilização de algumas atividades e alguns segmentos. O que eu tenho a informar é que não há alguma comunicação do governo do Estado nesse sentido”, afirmou Wilson Lima.

“Ao final do dia, nós daremos a informação sobre como iremos proceder ao final desses sete dias de maior restrição aqui no Amazonas em razão do aumento de casos”, detalhou o governador sobre a reunião agendada para a sexta-feira.

Homenagem

O diretor-técnico da Fundação de Vigilância Sanitária do Amazonas (FVS-AM), Cristiano Fernandes Costa, apresentou os dados epidemiológicos da Covid-19 e aproveitou o momento para prestar homenagem à ex-diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto, 61 anos, vítima fatal da Covid-19.

“Ela (Rosemary) foi uma figura muito importante na família FVS. Reafirmamos nosso compromisso enquanto a Fundação de Vigilância em Saúde no sentido de trazer à tona e com transparência os dados da pandemia. Que a dedicação da doutora Rose seja nossa inspiração todos os dias. A ausência dela vai se fazer presente todos os dias”, disse Cristiano.

Segundo o diretor da FVS, o Amazonas caiu no ranking de infectados pela Covid-19. “Tínhamos um RT há duas semanas de 1.30, o que significa que para cada 100 infectados, no intervalo de uma semana esses infectados poderiam transmitir até 430 pessoas. Nós éramos os primeiros e hoje estamos em quinto lugar. A taxa do RT significa que ainda temos uma alta taxa de transmissão, mas com a estabilidade e redução no número de casos”, explicou Costa.

Gráfico nacional sobre infecção e óbitos provenientes da Covid-19 baseado na taxa RT (Reprodução/ FVS-AM)

Leitos

O secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Câmpelo, informou que o Estado ampliou a capacidade de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Nós estamos há dois dias fazendo reunião com a empresa White Martins, fornecedora de oxigênio. Finalmente podemos avançar com a abertura dos leitos e a ampliação dos leitos de UTIs, afirmou Câmpelo.

Secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Câmpelo (Reprodução/ Internet)