Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de setembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Victória Sales – Cenarium

MANAUS – Em entrevista a um veículo de comunicação de Manaus, na manhã desta segunda-feira, 26, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC-AM), afirmou que aguarda liberação do Ministério da Saúde para vacinar os jovens de 12 a 17 anos. O chefe do Executivo estadual destaca que já há uma sinalização do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) para que haja essa vacinação.

De acordo com o Wilson Lima, ainda existem muitos questionamentos que precisam ser decididos. “Hoje o Ministério da Saúde vai se reunir para tomar essa decisão, e a gente está esperando essa autorização do ministério para que possa fazer esse processo de vacinação para jovens entre 12 e 17 anos de idade com comorbidades. Alguns Estados já começaram a vacinar, mas ainda abre muita brecha para questionamentos”, ressaltou.

O governador segue afirmando que todas as decisões precisam ser com segurança, orientação dos organismos nacionais que tratam dessas questões. Questionado sobre a possível contaminação no retorno das aulas presenciais nas escolas da capital e do interior do Estado, Wilson diz que estão sendo feitos estudos que comprovam que o risco na sala de aula é muito menor. “Quando a criança está na escola, está usando máscara, álcool em gel o tempo todo, ela está sendo orientada com as sinalizações de que tem que manter o distanciamento social. A escola é um ambiente seguro contra a Covid-19”, explicou.

Mutirão

Ainda durante entrevista, o governador do Amazonas destacou os mutirões do “Vacina Amazonas” que vem fazendo em todo o Estado. “Fizemos agora um mutirão na semana passada e foi muito exitoso, a nossa meta era vacinar 60 mil pessoas e vacinamos mais de 74 mil, a maioria dos interiores também está vacinando acima de 18 anos de idade. Nós montamos uma força-tarefa para ir até aqueles municípios que têm dificuldade de avançar nessa vacinação, seja pela falta de vacinador ou alguma dificuldade que os servidores da prefeitura têm para fazer o lançamento dos dados”, ressaltou.

Meta

Wilson Lima ressaltou ainda que a meta de vacinar toda a população acima de 18 anos, com pelo menos a primeira dose ou dose única segue até o final de agosto. “É possível que a gente atinja essa meta antes do previsto, pois a gente já começou aqui na capital amazonense a vacinação de pessoas com 18 anos ou mais, então vai ajudar bastante”, afirma.