Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Matheus Pereira – Da Revista Cenarium

MANAUS – A LG Eletronics teve projeto de ampliação aprovado para funcionamento no Polo Industrial de Manaus, de acordo com anúncio feito nas redes sociais pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, nesta quarta-feira, 12, após confirmação do secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa.

De acordo com os tweets do governador, o Estado conseguiu que a empresa tenha condições de ofertar o dobro de postos de trabalho previstos  no projeto inicial. “Seguimos trabalhando para gerar mais empregos e atrair novos investimentos para o Amazonas”, publicou Wilson Lima.

No último dia 19 de abril, o presidente da LG Eletronics em Manaus, Young Seo, foi recebido, junto com outros representantes da empresa, pelo governador do Estado na Sede do Governo, localizada na zona Oeste da capital amazonense.

Segundo informações do Governo do Amazonas, a partir de julho deste ano, a companhia sul-coreana inicia a produção de monitores e notebooks no Polo Industrial de Manaus (PIM). Durante a reunião, o governador destacou a importância da LG Eletronics para a economia do Estado, bem como para o fortalecimento da Zona Franca de Manaus.

Lima ressaltou, ainda, a atuação do governo do Amazonas no decorrer da pandemia, no que diz respeito ao funcionamento das indústrias. “Temos uma expectativa muito grande com a vinda de vocês. Tivemos a preocupação de não fechar em nenhum momento a indústria, mesmo nos momentos mais difíceis da pandemia”, disse o governador.

Conforme o governador do Estado, os protocolos sanitários com as medidas de prevenção ao coronavírus, dentro das empresas, têm garantido a segurança dos colaboradores do PIM. Ademais, disse Lima, as empresas ofertam atendimento médico aos funcionários, além do rastreamento de casos suspeitos e confirmados, de modo a controlar a pandemia.

Ampliação em 12 mil metros quadrados

A LG Electronics irá ampliar a planta de operações na capital do Amazonas em mais de 12 mil metros quadrados. Presente em 13 países, a companhia sul-coreana será, a partir de julho, a única planta fabril da empresa no Brasil.

Em março deste ano, a LG anunciou o fim da produção de celulares e a dispensa de 400 trabalhadores da planta da empresa em Taubaté, no interior de São Paulo. Poucos dias depois, a fábrica também fez o anúncio da transferência dos setores de monitores e notebooks da planta taubateana para anaus, alegando a obtenção de melhores incentivos fiscais.