28 de fevereiro de 2021

Victória Sales – Da Revista Cenarium

MANAUS – Durante a apresentação de novas medidas de enfrentamento à pandemia no Estado, neste sábado, 23, o governador Wilson Lima (PSC) anunciou que o Amazonas vai receber cerca de 132 mil doses a mais da vacina contra a Covid-19.

“A distribuição dessas doses será de acordo com os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Nós vamos receber 132.500 mil doses. E estas serão suficientes para imunizar todos os idosos acima de 75 anos e também uma outra parte dos profissionais da linha de frente no combate à Covid-19”, disse o govenador durante a live.

Wilson ressaltou também que as medidas de restrições são uma das formas de mitigar os impactos da pandemia. “Queremos diminuir ainda mais as aglomerações e consequentemente quebrar essa cadeia de transmissão. Dessa vez, de acordo com os especialistas, essa mutação tem uma capacidade muito grande de transmissão”, ressaltou Lima.

Abertura de leitos

Ainda durante a transmissão, o secretário de Saúde, Marcellus Campêlo, ressaltou que a rede hospitalar ainda opera com capacidade acima do limite. Com todos os prontos-socorros com taxa de ocupação acima de 100%, incluindo o Hospital Delphina Aziz, que detém 150 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 284 leitos clínicos.

“Fizemos um trabalho significante com a amplianção de leitos na capital e no interior. Estamos observando o aumento ‘quintuplicando’ em casos no interior neste mês de janeiro”, disse o secretário.

Marcellus também destacou que a fila de regulação possui 584 pessoas, sendo 483 com perfil de leitos clínicos e 101 com leitos de UTI. “É uma fila expressiva, nós temos realizado nosso trabalho na assistência, absorvendo as pessoas. Essas pessoas não estão fora da rede, elas estão em SPAs e UPAs, elas estão em salas rosas ou salas vermelhas, aguardando a transferência para leitos de UTI”, disse.

Restrições

O governador do Amazonas anunciou neste sábado novas medidas de restrições para conter o avanço do novo Coronavírus. As medidas, que começam a valer nesta segunda-feira, 25, vêm após um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para frear o contágio da Covid-19 no Amazonas.

De acordo com Wilson Lina, supermercados estão abertos de 6h às 19h, limitado a produtos de alimentação, bebidas, limpeza, higiene pessoal. Farmácias estão abertas durante 24 horas. Também estão abertos os serviços de saúde, clínica e serviço de urgência, emergência, clínicas veterinárias, atendimento a domicílio e atendimento de saúde mental.

Feiras devem funcionar das 4h às 8h. Restaurantes, padarias e bares funcionarão apenas no sistema de delivery, das 6h até 22h. Obras e serviços de engenharia apenas para a área de saúde estarão permitidos. Transporte de cargas só para produtos essenciais à vida, como alimentos e insumo. E também o transporte dos trabalhadores daquelas atividades que estão permitidas.