25 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – Há mais de 20 anos desenvolvendo trabalho social nos bairros da zona sul de Manaus, Ivo Santos da Silva Neto (Patriota), 40 anos, decidiu pela primeira vez concorrer a uma das vagas na Câmara Municipal. O candidato a vereador acredita que o esporte, a educação e a religião podem transformar a vida de crianças e adolescentes em vulnerabilidade social. Em entrevista à REVISTA CENARIUM, Ivo Neto falou sobre o projeto social que desenvolve e as propostas que pretende levar a CMM.

Emocionado em um vídeo com alunos do projeto social, Ivo não conteve as lágrimas ao falar sobre a campanha eleitoral. No local que atende os jovens, Ivo Neto já atendeu mais de 5 mil crianças e adolescentes carentes. Acompanhe o vídeo.

Vídeo gravado durante a conversa com os atletas.

Ivo Neto explica que resolveu se candidatar porque desenvolve um trabalho social há muito tempo nas comunidades e devido às pessoas estarem desacreditadas, acabaram incentivando a ser candidato a vereador.

“Eu tenho andado muito por Manaus e essas visitas acabam nos proporcionando encontros com pessoas que estão chateadas com a política. As pessoas chegam nas reuniões e não confiam mais, porque os políticos, que chegam na comunidade, prometem e quando acaba vão embora e não retornam mais. E as pessoas não querem mais isso, querem um candidato que tenha compromisso e conheça as dificuldades dos bairros carentes da capital.

As pessoas chegam nas reuniões e não confiam mais, porque os políticos chegam na comunidade, prometem e quando acaba vão embora e não retornam mais. E as pessoas não querem mais isso. Foto: Ricardo Oliveira/ Revista Cenarium

O projeto social que Ivo desenvolve o carro-chefe é o esporte, pois acredita que pode ser um instrumento de mudança na vida de crianças e adolescentes.

“Nós damos aulas de Jiu-jítsu e fazemos com que o atleta seja inserido nesse projeto social e acabamos que usamos a evangelização, falamos de Deus e até que esses atletas possam tomar consciência que a vida pode ser transformada que só depende deles que a partir do momento que nos unimos o esporte, a evangelização, a família isso tudo tem como dar um bom resultado na trajetória de vida de um atleta. São vinte anos de projeto social totalmente gratuito que atende os bairros: Santa Luzia, Morro da Liberdade, Educandos e São José” destacou Neto sobre a atuação do projeto na vida dos jovens.

Prioridades

Se eleito, Ivo neto afirma que a sua principal bandeira de atuação na CMM será o esporte. “Eu vou defender as causas esportivas, mas eu tenho que ter consciência que não sou só o vereador de esporte, eu serei vereador de Manaus, eu não venho só atender a bandeira de esporte, eu tenho que atender a bandeira da cultura, da educação, da saúde. Então, a minha bandeira é tudo aquilo que vai trazer benefício para sociedade”, afirmou o candidato.

Eu sou filiado ao Patriota e preservo alguns aspectos entre eles, a valorização da família. Foto: Ricardo Oliveira/Revista Cenarium

Durante a entrevista Ivo Neto comentou sobre os valores que foram repassados pelos seus pais e que percebeu que a sociedade vem perdendo ao longo do tempo.

“O meu pai sempre me ensinou que com humildade nós conquistamos várias coisas. Então, esses princípios que são repassados de pai para filho, como: humildade, caráter, como você trabalhar de uma forma digna, não se meter com coisas que não são boas, eu acho que sim, isso deve ser preservado. A família deve ser preservada, diante de tudo aquilo que o pai passa para o filho. Como eu falei com humildade, caráter é você trabalhar de forma digna devem ser levados para a sociedade”

O candidato a vereador afirmou que em reuniões nas comunidades as pessoas comentam que estão desacreditadas na classe política e que de quatro em quatro anos velhos políticos levam o mesmo discurso aos bairros.

“Um dos papéis principais do vereador é fiscalizar o trabalho da prefeitura. O vereador precisa propor projeto de lei e eu creio que esse projeto de lei deve ser PLs que busquem aceitação coletiva, não individual e eu creio que o vereador como fiscalizador tem que acompanhar e fiscalizar tudo aquilo que o prefeito está fazendo. Não adianta chegar numa câmara municipal e aceitar tudo o que o prefeito fala pra você. Eu sou daquele tipo de candidato que se for eleito, vou elogiar quando tem que elogiar, mas também criticar e serem críticas construtivas e não tem que ser só uma crítica só de chegar e detonar o prefeito, é uma crítica que o gestor possa melhorar”, finalizou Ivo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.