Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do G1

“Sempre imaginava como ia ser o rostinho dela, passamos nove meses na expectativa por esse momento”, diz Rodrigo Brayan da Silva ao descrever o nascimento da filha de parto normal. O homem trans deu à luz a uma menina em Montes Claros, no Norte de Minas, na madrugada dessa terça-feira, 6.

“Valeu muito a pena, porque hoje tenho a família que sempre sonhei e isso não tem preço. Quero estar sempre presente, trocar fralda, dar banho”, disse ele.

A companheira Ellen Carine, que também é trans, esteve ao lado o tempo todo e acompanhou cada contração do marido. Os dois chegaram ao hospital às 10h30 de segunda-feira. Rodrigo entrou em trabalho de parto após oito horas.

“Ele estava com 39 semanas, e a previsão era pra nascer no dia 12. Fomos pegos de surpresa quando chegamos no hospital e descobrimos que a bolsa tinha estourado. Foi preciso tomar medicamentos para induzir o parto, e as contrações começaram”, conta Ellen Carine Martins da Silva Maciel.

Mais algumas horas se passaram e a pequena Izabella Victória nasceu pesando 3.110 kg e com 50 centímetros. Após cortar o cordão umbilical, a mãe teve a filha nos braços pela primeira vez. “Assim que o bebê nasce, é colocado pra ter contato com o corpo humano e decidimos que o contato seria comigo, que sou a mãe. Ela foi direto para o Rodrigo até o cordão umbilical ser cortado, depois veio para os meus braços e ficou uma hora comigo. Tudo que estava acontecendo parecia um conto de mágica, a equipe do hospital foi incrível. Só saía lágrimas”.

“Fiquei tranquilo durante o parto e deu tudo certo. Mantive a calma o tempo todo, só fechava o olho e pedia a Deus para passar logo. Poder segurar ela pela primeira vez foi um alívio, por ter dado tudo certo e ver que minha filha estava bem. Agora só pensamos em ir para casa, para conhecer o cantinho dela e dar muito carinho e atenção”, disse Rodrigo.