‘Hospital Getúlio Vargas vai ofertar 63 leitos, sendo 18 UTIs’, informa governador Wilson Lima

Da Revista Cenarium*

MANAUS – O governador do Amazonas, Wilson Lima anunciou na noite desta terça-feira, 21, uma parceria com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) para uso de 63 leitos. Desses, 18 são de UTI, os principais para tratamento de pacientes do coronavírus (covid-19).

Wilson disse que além do reforço, o governo age para abrir mais leitos nos hospitais Delphina Aziz e Nilton Lins, referências contra a doença.Conforme o governador, o Nilton Lins tinha na manhã de hoje mais 16 pessoas contaminadas. “Temos trabalhado para abrir estruturas para que a gente possa transferir pacientes e desafogar a rede, principalmente nossos SPA”, disse.

Nesta terça, disse Wilson, o hospital Nilton Lins tem oito leitos de UTI e clínicos ocupados. De acordo com o governador, a pressão sobre a rede de saúde é alta, agravada pelo número de pessoas com síndromes respiratórias. Conforme a secretária de Saúde (Susam), Simone Papaiz, os leitos do HUGV vão ser ocupados por pacientes que lotam os SPA e UPA.

Ampliação do Delphina

Segundo Wilson, está quase pronta a ampliação da estrutura do Delphina Aziz com mais 100 leitos de UTI. Dessa maneira, a unidade estará com sua capacidade para esse tipo de leito completada. Além do espaço físico, é preciso recursos humanos, equipamentos e insumos, conforme o governo.

Da mesma forma, alguns desses leitos esperam a chegada de médicos intensivistas para entrar em operação. “O que deve acontecer agora, nos próximos dias, quando nós teremos a vinda de profissionais, inclusive, de outras regiões”, disse Wilson.

Beneficente

Segundo a titular da Susam, o governo continua os esforços para ampliar, simultaneamente, leitos em várias unidades. “Todos os leitos são importantes: Delphina, Nilton Lins, que é nosso hospital de combate, o Getúlio Vargas, a Beneficente Portuguesa, que estamos aguardando a liberação deles”.

União dos poderes

Wilson disse que precisa da ajuda de todos os poderes do estado para enfrentar a pandemia do coronavírus.Depois de dizer que tem conversado com órgãos do Legislativo e do Judiciário, o governador informou que tem reunião nesta semana para alinhar soluções.

(*) Com informações da Assessoria de Imprensa

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO