2 de março de 2021

Ana Pastana – Da Revista Cenarium

MANAUS –  É por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua) que um monitoramento da força de trabalho no País é feito. De acordo com o IBGE-AM, a pesquisa era realizada presencialmente com visitas a domicílios, mas, com a pandemia de Covid-19, a coleta precisou se readaptar, passando a ser via telefone para dar segurança aos entrevistados e entrevistadores, porém, a nova adaptação trouxe desafios para a instituição.

A pesquisa não presencial fez com que o IBGE enfrentasse desafios como, por exemplo, levantar os números para contato dos informantes e também para que os entrevistados atendessem ou respondessem à instituição. De acordo com a coordenadora de coleta da Pnad Contínua, Edineia Macedo, o instituto precisou levantar as informações para realizar um cadastro.

“São várias dificuldades que a gente encontra. Há setores em que muitos domicílios não têm telefone, mesmo assim buscamos o contato de algum vizinho que conheça o morador do domicílio que procuramos”, relatou a coordenadora da pesquisa do instituto brasileiro.

Pesquisa continua apesar dos desafios

Segundo a chefe substituta, Alexsandra do Nascimento, a pesquisa continua sendo realizada apesar dos desafios. “A Pnad continua acontecendo todos os dias, interruptamente nossos pesquisadores estão ligando para as famílias de Manaus e do interior do Estado, perguntando sobre a situação de trabalho, rendimento, escolaridade, condições de moradia”, detalhou.

“Neste momento de pandemia, no qual toda a sociedade está sendo impactada, é ainda mais importante conhecer a situação que a população se encontra para que as autoridades públicas possam desenvolver ações que busquem melhorar as condições da população”, destacou Alexsandra.

Ainda de acordo com a profissional, a população não precisa ter receio de informar os dados ao IBGE. Os entrevistados não enviam links e nunca solicitam dados bancários e nem números de documentos. Ao receber o telefonema para a entrevista, o entrevistado pode solicitar o número de RG, CPF ou da matrícula do agente e checar a identidade por meio do portal Respondendo ao IBGE ou pela Central de Atendimento, 0800 7218181 disponível de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h e de 10h às 14h, aos sábados, domingos e feriados.

Pnad Amazonas

A última divulgação da PNAD Contínua para o Amazonas revelou que o nível de pessoas ocupadas cresceu 1,9 pontos percentuais do segundo trimestre (abril, maio e junho) para o terceiro trimestre (julho, agosto e setembro), totalizando 1 milhão e 549 mil pessoas ocupadas no Estado. Apesar da melhora no índice de ocupação, a pesquisa mostrou alta na taxa de trabalhadores por conta própria (33,3%) e de informalidade no Estado (56,4%).