Ícone mundial, capital de todos os brasileiros chega aos 60 anos

Da Revista Cenarium

BRASÍLIA – “Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das mais altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada”. A célebre frase de Juscelino Kubitschek, proferida ainda em 1956, ajuda a sintetizar Brasília, um verdadeiro museu a céu aberto com formato de avião, idealizada e inaugurada em 1960 pelo então presidente da República, e que completa 60 anos nesta terça-feira (21.04)

Projetada pelo urbanista Lucio Costa, que juntamente com o arquiteto Oscar Niemeyer, o paisagista Burle Marx e o artista Athos Bulcão deram forma à capital do país, Brasília ostenta o título de ícone mundial. Suas belas construções, erguidas por pioneiros, fizeram da cidade o primeiro bem moderno inscrito pela Unesco na Lista do Patrimônio Cultural da Humanidade (1987), além de levá-la a compor, desde 2017, a Rede de Cidades Criativas da entidade, no campo do design.

Não faltam símbolos que evidenciem a imponência do centro do Poder Público nacional. A capital, nascida do cruzamento de duas estradas de terra em meio à vastidão do Cerrado, exibe inúmeros atrativos ao longo do Eixo Monumental, o “corpo do avião”. Caso da Catedral, da Esplanada dos Ministérios e da Praça dos Três Poderes, que abriga o Palácio do Planalto (Executivo), o Congresso Nacional (Legislativo) e o Supremo Tribunal Federal (Judiciário).

O espaço também é ornado pela famosa Torre de TV, com fontes luminosas, feira de artesanato e comidas regionais e de onde se tem uma vista panorâmica, além do Memorial JK, dedicado à história do ilustre criador da cidade. Já os espaços residenciais do Plano Piloto, as chamadas ‘asas Sul e Norte do avião’, reúnem abundantes locais arborizados e floridos, com um formato peculiar de ruas e quadras, que deixam claras as assinaturas de Lúcio Costa e Burle Marx.

As áreas verdes de Brasília também saltam aos olhos, com destaque para o Jardim Botânico e sua riqueza vegetal; o Parque da Cidade, encruado no meio da capital; o Parque Nacional de Brasília, conhecido como ‘Água Mineral’, e o Lago Paranoá, que adorna a cidade. Além disso, a cidade é ponto de partida para diversos destinos turísticos de Goiás próximos, a exemplo de Caldas Novas, Pirenópolis e a Chapada dos Veadeiros.

Esta última, juntamente com Brasília, Alto Paraíso e Cavalcante, em Goiás, integra um roteiro apoiado pelo Investe Turismo, programa do Ministério do Turismo em parceria com o Sebrae e Embratur que promove regiões estratégicas. A capital também oferece variadas opções culturais e gastronômicas, aprovadas inclusive por estrangeiros. Segundo o MTur, mais de 93% dos visitantes internacionais que estiveram na cidade em 2018 manifestaram intenção de retornar ao Brasil.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO