Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
26 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Victória Sales – Da Revista Cenarium

MANAUS – Para implementar ações que possam mitigar os efeitos da pandemia de Covid-19 entre as populações indígenas, três instituições lançam nesta terça-feira, 5, inscrições gratuitas para o curso “Bem Viver: Saúde Mental Indígena”. A iniciativa conta com inscrições gratuitas, que podem ser realizadas por meio da internet, até o dia 18 de fevereiro.

O curso é oferecido pelo Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), que juntos propõem abordagens sobre questões relacionadas à saúde mental e fatores psicossociais nas terras indígenas.

(Reprodução/Fiocruz Amazônia)

Formação

Como um dos objetivos da iniciativa, também está promover a formação de profissionais ligados diretamente na assistência dos indígenas. O curso possui como principal público-alvo: profissionais ligados à saúde mental e psicossociais. Além de conselheiros tutelares, assistentes sociais, psicólogos, entre outros, bem como os próprios indígenas.

A formação será dividida em cinco módulos, realizados no período de janeiro a março de 2021. Durante o curso, cada aluno poderá ter acesso ao conteúdo por meio de cartilhas e videoaulas, ligada diretamente à plataforma de ensino do Campus Virtual. A interação entre o professor e o aluno também será feita no WhatsApp em grupos de debate para sanar dúvidas.  

O aluno poderá acompanhar a frequência por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Dessa forma, para que o aluno seja aprovado, ele deverá cursar no mínimo 75% dos módulos. Todos os alunos receberão um certificado de participação no final do curso, o qual será enviado para o e-mail cadastrado no ato da inscrição. O curso oferece 1 mil vagas com carga horária de 60 horas.