24 de fevereiro de 2021

Marcela Leiros – Da Revista Cenarium

MANAUS – O mês de janeiro de 2021 registrou um recorde no número de mortes em acidentes aéreos na Amazônia. Foram sete fatalidades, segundo dados do Sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Sipaer), divulgado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

De acordo com o Sipaer, das sete mortes ocorridas, seis ocorreram em um único acidente no estado do Tocantins e um acidente no Pará. Já em 2020, dois acidentes foram registrados no estados da Amazônia, resultando em uma fatalidade no Mato Grosso.

Panorama dos acidentes aéreos no mês de janeiro de 2021 no Brasil – Fonte: Sipaer. (Guilherme Oliveira/Revista Cenarium)

No panorama dos incidentes e incidentes graves – que significa toda ocorrência, inclusive de tráfego aéreo associada à operação de uma aeronave, havendo intenções de voo, que não se chegue a se caracterizar como um acidente, mas que afete ou possa afetar a segurança da operação – foram registradas cinco ocorrências na região neste ano. Em 2020, foram registrados quatro incidentes.

Ocorrências aéreas

Em relação às ocorrências, – que são os eventos ocorridos durante a operação da aeronave que fuja dos parâmetros previstos na regulamentação e nos manuais técnicos – o mês de janeiro de 2021 registrou aumento nos números. Foram nove ocorrências registradas, contra sete no ano passado.

Aeronave com jogadores do Palmas (TO) caiu e pegou fogo no distrito de Luzimangues, em Tocantins. Seis pessoas morreram – (Agência Brasil/Reprodução)

Entre as ocorrências mais comuns na Amazônia neste ano, foram excursão de pista – quando uma aeronave sai da superfície da pista do aeródromo durante uma operação de pouso ou de decolagem – e perda de controle em voo – quando a aeronave permanece fora do seu envelope de voo, introduzindo um elemento surpresa na pilotagem da tripulação envolvida.

Veja também: Avião de pequeno porte cai de barranco ao decolar do Aeroclube de Manaus

Em nível nacional, foram registrados 12 acidentes em janeiro deste ano, com três acidentes fatais e nove mortes. Em 2020, foram 11 acidentes, com dois acidentes fatais e duas mortes. Nas ocorrências, foram registradas 45 neste ano e 54 no ano passado. As mais comuns também foram excursão de pista e perda de controle em voo.

Acidentes em 2021

Em menos de 48 horas, dois aviões caíram em São Félix do Xingu, sul do Pará. O acidente mais recente ocorreu na terça-feira, 2, e o outro foi no dia 31 de janeiro. Em ambos os acidentes, os pilotos morreram.

Já no distrito de Luzimangues, em Tocantins, a queda de um avião de pequeno porte, logo após a decolagem, causou a morte de quatro jogadores e do presidente do clube de futebol Palmas (TO). A aeronave foi tomada pelas chamas, após a queda em uma pista de pouso particular. O piloto da aeronave também morreu.