Jornalista amazonense comemora o aniversário realizando lives voltadas para o empoderamento feminino

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS – Intitulada como “Semana do empoderamento: desperte todo o seu poder”, a jornalista amazonense Daniela Branches realiza até esta sexta-feira, 17, a partir das 19h, uma série de transmissões na rede social Instagram, com intuito de ressaltar o valor e poder feminino, além de despertar a consciência e emoções ligadas ao assunto.

“Acredito que com simples conversas sobre o tema em seus vários aspectos possamos cativar aos poucos e construir uma sociedade em que a mulher pode sim se tornar a protagonista da própria vida”, considera a jornalista.

Segundo Branches, a iniciativa surgiu com a vontade de querer comemorar a semana de aniversário de uma forma diferenciada. Após anos atuando à frente do telejornalismo e testemunhar tantas histórias de vida de figuras femininas durantes reportagens, Daniela, que completa 41 anos, nesta terça-feira, 14, resolveu ressaltar algumas mulheres que, para ela, são exemplos de admiração feminina.

“Eu queria fazer algo diferente no meu aniversário na rede, algo importante e que mexesse com esse sentimento do valor mesmo. Do sagrado feminino, da aceitação dos ciclos e da vida. Por isso, eu quis trazer para a rede exemplos da minha admiração. Pessoas em que eu reconheço a força. Mulheres que dominam isso, acredito que é uma contribuição gigante para quem tiver a oportunidade de acompanhar”, revela Daniela.

Programação

As ‘instalives’ começaram no último domingo, 12, com uma conversa com a psicóloga Tatiana Araújo, que abordou o empoderamento feminino em contexto mais amplo. Durante a transmissão, Daniela e Tatiana também abordaram “o despertar para o protagonismo”, quando a mulher deixa de ser espectadora e passa a ser protagonista da própria história.

Nessa segunda-feira,13, o bate-papo foi com a delegada responsável pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) Joyce Coelho, que destacou o reflexo do empoderamento na criação dos filhos e para a família como um todo.

A programação continua nesta quarta-feira, 14, com a jornalista convidada Luziane Figueiredo. No dia 15, quinta-feira, será a vez da odontóloga e empresária Janeth Lamongi. A semana encerra com a participação da jornalista Luana Borba.

“Luziane é uma grande amiga, jornalista que migrou para o direito, uma mulher que passou por muitos momentos de superação, como a alopecia, e vive a vida de forma linda. A doutora Janeth tem um trabalho maravilhoso e ajuda nesse processo de empoderamento atendendo a necessidade de outras mulheres, falando mais pelo lado estético mesmo. E a Luana é alguém que tenho carinho enorme e passou por vários processos da profissão e vamos abordar como lidar com grandes passos da carreira profissional e como fazer para que isso seja preservado”, explica Branches.

Mais empoderadas

Para a profissional, o caminho para entender o que, de fato, significa o empoderamento já avançou consideravelmente nos últimos anos. Ela destaca que por muito tempo a sociedade acreditou que o ato de empoderar estava ligado ao posicionamento social, econômico e financeiro de uma mulher.

“Hoje, já se tem um entendimento que independente disso, a gente fala do empoderamento se misturando com o sagrado feminino e do quanto que a aceitação dos ciclos mexe conosco. Creio que hoje as pessoas já entendem que você pode nutrir-se dessa força interior de realizar as suas próprias vontades e o que é melhor pra sua vida”, avalia.

Referência

Daniela destaca que tem como maior exemplo de mulher empoderada a própria mãe, dona Maria Edilena. A jornalista se inspira na força, determinação e autoconfiança da mãe para seguir a vida. “Eu sou uma mulher de várias faces e dentro do meu papel como mãe, principalmente, ela é meu maior referencial. Tudo que eu vivi, vi e aprendi com ela, eu trago pra minha vida”, revela Branches.

A amazonense aconselha. “Sejam empoderadas em qualquer aspecto. Dentro de casa, no trabalho, na vida. Sonhar é o primeiro passo, correr atrás da realização é o segundo. Unir a força de vontade, a dedicação, fazer tudo pra isso vai ser um bom começo”, finaliza.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO