Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
29 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Carolina Givoni – Da Revista Cenarium

MANAUS – Novas discussões tomaram conta da sessão plenária virtual desta quinta-feira, 21, da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE/AM). Os parlamentares seguem acusando o presidente da Casa, Josué Neto (PRTB) de atropelar o regimento interno da Assembleia, cortar som dos microfones e remover nomes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

A vice-presidente do Parlamento, Alessandra Campelo (MDB), disse incisivamente que manobras regimentais têm atrapalhado a CPI. “O senhor é um ditadorzinho, o senhor não segue regras. Além de tudo é frio e calculista. O senhor pode muito, mas não pode tudo. Não pode desligar o microfone das pessoas. O senhor adora dizer que mulher é histérica e louca. É típico da sua equipe. Por que o senhor não segue o regimento? Meu pedido é que o senhor siga a lei e o regimento. Não sou cínica igual ao senhor”, disparou.

Josué Neto rebateu as crítica, justificando que a instabilidade da internet é a responsável pelos cortes, mesmo sendo instalado um novo software que prometia melhorias na conexão. “A conexão da deputada Alessandra Campelo caiu aos 5 minutos e 20. Quando ela voltar, ela terá o tempo correto. Peço que a deputada Joana Darc ligue seu microfone. Reinicie seu software e quando a senhora voltar terá sua palavra garantida”, disse.

O Delegado Péricles (PSL), tentou reconectar o assunto novamente à investigação. “Eu entendo que muitos desses conflitos que acontecem sejam pela CPI e pelo pedido de impeachment. Quero deixar claro aos meus colegas, que quando pedi a CPI, foi para apurar fatos, investigar. Minha proposta não é para caçar bruxas nem dá responsabilidades direta sem fatos. Quero avisar todos vocês, vamos investigar o que ocorreu na saúde, de 2011 para cá, para ajudar a população. Sabemos a precariedade da saúde do nosso estado. Temos de buscar solução para isso. Peço equilíbrio e sensatez. Como líder do PSL peço meu nome para compor a CPI”.

Deputado ameaça sair da CPI da Saúde e volta atrás

O deputado Felipe Souza (Patriota), ameaçou retirar a assinatura da CPI da Saúde. Ele criticou as escolhas dos nomes para compor a CPI, acusando manipulação do Presidente da Casa, que teria nomeado Fausto Junior (PRTB), do mesmo partido de Josué, no lugar de Felipe.

“Eu não sou apadrinhado de político nenhum, de cacique político nenhum. Meu telefone não toca para pegar ordem de ninguém, liberdade política. Se eu achar um projeto coerente eu voto favorável, se eu achar errado voto contrário, tem sido assim minha carreira política o tempo todo”, declarou.

Contudo, após o pronunciamento, Josué Neto comunicou que haverá nova reunião para definir todos os membros da comissão.

Enem

Therezinha Ruiz (PSDB) pediu cuidado nas tratativas e embora não faça parte da CPI, pede clareza nos trabalho. Ela ainda citou uma indicação para preparação de alunos da rede estadual para o Enem.

“Aulas preparatórias para o Enem são a minha proposta que podem ser transmitidas pelo Centro de Mídias. Portanto, sou favorável ao adiamento do Enem. Será uma indicação minha que farei ao governo e a Seduc para se ter esse cuidado, principalmente quanto ao retorno das aulas. Não sou uma pessoa de briga, nem de muito falar, mas nós só somos quatro mulheres, nesse momento, peço que deputada Alessandra, deputada Joana, que continuemos unidas”.