Juíza decreta prisão preventiva de namorado suspeito de matar Miss Manicoré, em Manaus

Luis Henrique Oliveira – Da Revista Cenarium

MANAUS – Uma semana após ser encontrado pela polícia de Roraima em parceria com investigadores da Polícia Civil do Amazonas em uma área de mata de Pacaraima (RR), o analista judiciário Rafael Fernandes Rodrigues, suspeito de matar a própria namorada a facadas, teve o pedido de prisão preventiva decretado nesta sexta-feira, 22.

Rafael é suspeito da morte de Kimberly Karen Mota de Oliveira, crime ocorrido na madrugada do último dia 11 deste mês, em Manaus.

A decisão pela prisão preventiva é da juíza de direito da Central de Inquéritos da Comarca de Manaus, Priscila Maia Barreto, que acompanhou o parecer do promotor de justiça do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE).

Rafael foi preso dia 15 de maio na cidade de Pacaraima (RR), após pedido de prisão temporária apresentado pela Polícia Civil do Estado do Amazonas. A prisão temporária de Rafael Fernandes havia sido decretada por um período de 30 dias.

Diante da confirmação da autoria do crime, a Polícia Civil do Estado do Amazonas solicitou que o mesmo possa permanecer preso preventivamente.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO