26 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Da Revista Cenarium*

A Justiça Eleitoral, por meio da 68ª Zona Eleitoral, realizou nesta sexta-feira, 23, uma reunião com representantes dos partidos e coligações de Rio Preto da Eva (a 58 quilômetros de Manaus), para alinhar os últimos ajustes das eleições 2020 na cidade. No encontro, foi abordado sobre a “propaganda eleitoral, transporte de eleitores e medidas protetivas contra a Covid 19”.

O evento teve como objetivo fortalecer e alinhar as ações da Zona Eleitoral para o pleito do dia 15 de novembro. Na reunião, também foi destacada a recomendação para evitar o transporte irregular de eleitores e que o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) fez a aquisição de equipamentos de proteção individual para os mesários.

“Queremos orientar que os candidatos, ao realizarem seus comícios e caminhadas (que estão liberadas), não esqueçam de exigir o uso de máscaras e álcool em gel para todos os participantes desses atos públicos”, destacou o juiz Eleitoral Carlos Jardim, titular.

Ainda durante a reunião, foi anunciado que a zona eleitoral irá fazer uma solicitação para que fiscais da Covid-19 fiquem nas entradas dos colégios eleitorais com máscaras disponíveis para eleitores, totens com álcool em gel e aparelhos para aferir a temperatura dos eleitores.

O horário de votação será a partir das 7h da manhã e pessoas idosas estão sendo orientadas para comparecer de preferência até as 10h da manhã. Eleitores terão que levar sua própria caneta para assinatura do comprovante de votação.

Além dos representantes das coligações “O Progresso Continua”, do candidato Anderson Sousa, e “Oportunidade Para Todos”, do candidato Altemir Barroso, participaram também Eric Sales da Silva, Chefe de Cartório, e William Szlachta, Técnico Judiciário.

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.