Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
29 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Da Revista Cenarium*

MANAUS – O Tribunal Regional Federal da 3ª Região, sediado em São Paulo, arquivou ação popular que pretendia obrigar Jair Bolsonaro a fazer um exame de sanidade mental, pela sabotagem do isolamento social.

“Buscar averiguação da sanidade mental do Presidente da República em sede de ação popular é praticar abuso do direito de litigar, tratando-se de demanda com nítido caráter de natureza política”, escreveu na decisão o desembargador federal Johonsom di Salvo.

Autor da ação, o advogado Lucas Tavares Simão afirmou na ação que Bolsonaro violou a moralidade administrativa ao ignorar recomendações da OMS e do Ministério da Saúde.

(*) Com informações do Antagonista