19 de setembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), lamentou na manhã desta terça-feira, 15, o comunicado do Grupo Sony de fechar as portas da fábrica da empresa em Manaus. Para o governador, a saída da fábrica significa a diminuição de recursos na economia do Amazonas e uma grande perda de postos de trabalho para a região.

“Ainda não fui comunicado formalmente pela empresa, mas a informação que temos é que desde 2018, ela [a Sony] está reduzindo a fabricação de alguns produtos e essa é uma decisão de mercado para sair não só do Amazonas, mas também do Brasil, para começar a fazer investimentos em outras áreas, em outras regiões do mundo”, ressaltou o governador.

Saída da empresa

O encerramento das atividades da Sony, em Manaus, foi anunciado na manhã desta terça-feira, 15. Após quase cinco décadas de história na capital amazonense, o Grupo Sony pretende fechar a fábrica de Manaus até março de 2021 e interromper, em meados de 2021, as vendas de produtos de consumo pela Sony Brasil Ltda., entre as quais: áudio e câmeras e televisores, considerando o ambiente recente de mercado e a tendência esperada para os negócios.

Segundo o Grupo Sony, a decisão visa fortalecer a estrutura e a sustentabilidade de seus negócios para responder as rápidas mudanças no ambiente externo.

No comunicado, a empresa disse ainda que vai continuar mantendo sua operação local para oferecer todo o suporte ao consumidor para os produtos sob a sua responsabilidade comercial, de acordo com as leis aplicáveis e sua política de garantia de produtos.

“É importante esclarecer que os demais negócios do grupo Sony no Brasil (Games, Soluções Profissionais, Music e Pictures Enternaiment) continuarão a manter sua forte atuação no mercado local. São 48 anos de história no Brasil e, nessa trajetória, agradecemos pela relação de confiança construída ao longo de todo tempo com nossa forte parceria”, explica a empresa.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.